PARALISAçãO

Empregados da Caixa Econômica Federal entram em estado de greve a partir da terça (27)

O estado de greve dos empregados da Caixa Econômica Federal foi aprovado em assembleia virtual

Empregados da Caixa Econômica Federal entram em estado de greve a partir da terça (27)

Longa fila na agência da Caixa Econômica Federal no Aeroporto do Recife - Foto: Welington Lima/JC Imagem

Os empregados da Caixa Econômica Federal aprovaram o Estado de Greve, alertando que a qualquer momento poderão deflagrar uma greve, e deliberaram uma paralisação por tempo determinado prevista para a próxima terça-feira (27), em todo o Brasil. Em Pernambuco, 82,73% dos empregados da Caixa aprovaram a deliberação em assembleia virtual realizada nesta quinta-feira (22).

A mobilização tem como objetivo denunciar a venda de fatias do banco 100% público, que acontece com a precificação do IPO da Caixa Seguridade, primeiro passo para a privatização da empresa pública. 

Além do IPO da Caixa, o governo e o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, atuam para a venda de outras partes do banco - Caixa Cartões, Gestão de Recursos e Loterias.

Motivo do estado de greve

A paralisação ocorrerá pelo período de 24 horas, com reuniões nos locais de trabalho e protesto em agências estratégicas para dialogar com os empregados e a população de um modo geral. 

Novo auxílio emergencial

Após antecipações, o calendário de saques do auxílio emergencial 2021 começa no fim de abril, a partir do dia 30, para os nascidos em janeiro. O calendário do auxílio emergencial 2021 segue o esquema do ano passado, com um escalonamento por mês de nascimento. Há um calendário do auxílio emergencial para as pessoas receberem o crédito na Conta Social Digital da Caixa Econômica Federal, e outro para saques.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.