COVID-19

Covid-19: Ministro da Saúde diz que é possível vacinar toda população brasileira em 2021


Declaração foi feita nesta segunda-feira (3), durante encontro na Fiesp

Com informações da Agência Brasil
Com informações da Agência Brasil
Publicado em 03/05/2021 às 15:30
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde - FOTO: EVARISTO SA/AFP
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde - FOTO: EVARISTO SA/AFP
Leitura:

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta sexta-feira (3) que o governo tem como prioridade a vacinação e como horizonte imunizar toda a população contra o coronavírus ainda em 2021. “Estamos muito entusiasmados com a perspectiva de vacinar toda a nossa população até o final do ano. Isso é plausível”, enfatizou ao participar de um evento na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Segundo ele, o governo tem buscado ampliar a vacinação, mas enfrenta a falta de doses que afeta todo o mundo. “Não temos doses de vacinas suficientes, isso não é só um problema do Brasil, é um problema do mundo inteiro”, ressaltou após dizer que já foram contratadas mais de 530 milhões de doses de imunizantes.

Além da vacinação, Queiroga disse que deve ser ampliada a testagem e o uso de protocolos sem medicamentos, como as máscaras, nos próximos meses. De acordo com o ministro, as medidas são necessárias para promover a reabertura da economia que enfrenta diversas restrições devido as quarentenas para evitar a disseminação do vírus. “Não há como o governo continuar através de auxílios emergenciais segurando a nossa população. Sem desmerecer o auxílio emergencial que no ano passado foi a mais potente política social praticada no mundo contra a covid-19”.

O ministro disse que devido aos cortes até mesmo o atual orçamento destinado à saúde “é insuficiente para cumprir todas as necessidades”. No entanto, Queiroga disse que já busca tais recursos com a área econômica. “O ministro Paulo Guedes já me assegurou que serão feitos as modificações necessárias [no orçamento] para que não falte dinheiro para a assistência à saúde”, acrescentou.

Covid-19 em Pernambuco

Nesta segunda-feira (3), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulgou 960 casos de Covid-19 registrados nas últimas 24h. Entre os confirmados hoje, 147 (15%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 813 (85%) são leves.

Agora, Pernambuco totaliza 410.453 casos confirmados da doença, sendo 40.680 graves e 369.773 leves.

Mortes

Também foram confirmados 26 óbitos, ocorridos entre 09/06/2020 e 1º/05/2021. Com isso, o Estado totaliza 14.206 mortes pela Covid-19.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Mais Lidas