COPA DO NORDESTE

Nos pênaltis, Bahia derrota o Ceará e conquista título da Copa do Nordeste

Tricolor de Aço venceu no tempo normal por 2x1 e, nas penalidades, bateu os cearenses por 4x2

Nos pênaltis, Bahia derrota o Ceará e conquista título da Copa do Nordeste

Bahia venceu o Ceará e ficou com o título da Copa do Nordeste 2021 - Foto: Reprodução do Twitter/ Bahia

Rádio Jornal

Em uma partida emocionante na Arena Castelão, o Bahia venceu o Ceará por 2x1, neste sábado (9), e, nas cobranças de pênaltis, os baianos também derrotaram os cearenses por 4x2, conquistando o título da Copa do Nordeste 2021. Esse foi o quarto título do Nordestão conquistado pelo Tricolor de Aço.

Os gols do Bahia no tempo normal foram marcados por Rodriguinho e Gilberto, enquanto que Jael descontou para o Vozão. Nos pênaltis, Rodriguinho, Matheus Galdezani, Lucas Araújo e Conti (Thonny Anderson foi o único que desperdiçou) para os baianos; Lima e Fernando Sobral marcaram, mas Jorginho e Marlon perderam suas cobranças.

O JOGO

Mesmo com a vantagem construída do primeiro jogo da final, o Ceará começou a grande decisão da Copa do Nordeste pressionando o Bahia. Aproveitando por jogar em casa, na Arena Castelão, os cearenses já começaram em cima, buscando abrir o placar nos primeiros minutos. Aos oito, Vina cobrou escanteio, Oliveira cabeceou despretensiosamente, mas a bola foi no contrapé do goleiro Matheus Teixeira, que teve de voltar e se jogar pra espalmar para a linha de fundo.

As bolas do tiro esquinado estavam sendo uma boa arma para o Ceará no início do jogo. Aos 19, novamente Vina foi para a cobrança, mas, desta vez, bateu direto e quase faz olímpico... Obrigando Matheus Teixeira a fazer uma defesa providencial.

O Bahia respondeu aos 27, quando Matheus Dias recebeu na esquerda, driblou Gabriel Dias e chutou rasteiro... A bola desviou no zagueiro Messias e passou raspando a trave do goleiro Richard.

A partida ficou bastante agitada na reta final do primeiro tempo. Aos 38, Rodriguinho recebe passe de Daniel e chuta cruzado, mas a bola passa na frente da meta do Ceará e sai pela linha de fundo. No minuto seguinte, o Vozão respondeu num chute potente de Mendoza, que tinha o endereço do ângulo de Matheus Teixeira, mas acabou subindo um pouco e levou perigo.

O Bahia resolveu fazer uma blitz e colocar Richard pra trabalhar. Aos 40 minutos, Gilberto brigou pela posse de bola dentro da área, ganhou de Luiz Otávio e rolou pra Thaciano finalizar e o goleiro cearense defender... No rebote, Thaciano tentou novamente abrir o placar e, mais uma vez, parou em Richard.

No minuto seguinte foi a vez de Rodriguinho mais uma vez tentar colocar Bahia em vantagem, mas o seu chute acabou sendo interceptado por Richard, que conseguiu garantir o resultado de igualdade para o Ceará no primeiro tempo.
Precisando apenas de um gol para levar a disputa para os pênaltis, o Bahia voltou para a etapa complementar disposto a balançar as redes.

Aos 11, após cobrança de escanteio, a bola pega na mão de Luiz Otávio. O lance seguiu e, somente aos 14, o árbitro Denis da Silva Ribeiro foi chamado pelo VAR para analisar o lance. Após consultar a imagem, o juiz marcou pênalti. Na cobrança, aos 18, Rodriguinho desloca Richard e abre o placar: 0x1.

Avassalador, os baianos queriam aproveitar o bom momento na partida para ampliar o marcador. E conseguiu. Aos 25, Rodriguinho puxou contra-ataque pela esquerda e abriu com qualidade para Gilberto na direita. O camisa 9 foi pra cima de Bruno Pacheco, driblou o lateral do Ceará e finalizou forte com a perna esquerda, no canto de Richard: 0x2. 

Desesperado e correndo atrás de um gol salvador para levar a decisão para as penalidades, o Ceará encontrou. Aos 38, Marlon levou a bola pra linha de fundo e, no limite, cruzou na medida para o centroavante Jael cabecear livre de marcação e só ter o trabalho de colocar a bola para o fundo das redes: 1x2.

Já nos acréscimos, aos 48, escanteio cobrado pelo Ceará e o grandalhão Cléber subiu sozinho e cabeceou com perigo e quase empatou a partida. Em seguida, o árbitro apitou o fim do jogo e o título da Copa do Nordeste foi decidido nos pênaltis.

Nos pênaltis, Rodriguinho, Matheus Galdezani, Lucas Araújo e Conti (Thonny Anderson foi o único que desperdiçou) para os baianos; Lima e Fernando Sobral marcaram, mas Jorginho e Marlon perderam suas cobranças. 

Ficha do jogo

CEARÁ

Richard; Gabriel Dias (Cléber), Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Pedro Naressi (Fernando Sobral), Oliveira (Marlon) e Vina (Jorginho); Lima, Mendoza e Felipe Vizeu (Jael). Técnico: Guto Ferreira.

BAHIA

Matheus Texeira; Renan Guedes, Conti, Juninho e Matheus Bahia; Jonas (Matheus Galdezani), Daniel (Edson) e Thaciano (Lucas Araújo); Rodriguinho, Rossi (Óscar Ruiz) e Gilberto (Thonny Anderson). Técnico: Dado Cavalcanti.

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE).
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Brigida Cirilo Ferreira (ambos AL).
Gols: Rodriguinho, aos 18; e Gilberto, aos 25; e Jael, aos 38, do 2º tempo.
Cartões amarelos: Lima, Mendoza (CEA) e Juninho, Rossi, Matheus Galdezani, Daniel, Matheus Bahia, Lucas Araújo (BAH).

 

PÊNALTIS

Ceará - Lima (O), Jorginho (X), Marlon (X), Fernando Sobral (O)

 

Bahia - Rodriguinho (O), Matheus Galdezani (O), Thonny Anderson (X), Lucas Araújo (O), Conti (O).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.