INUSITADO

Vídeo: Homem é flagrado surfando em avenida em dia de forte chuva no Grande Recife

Fato aconteceu no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes

Vídeo: Homem é flagrado surfando em avenida em dia de forte chuva no Grande Recife

Indivíduo foi flagrado surfando em ponto de alagamento na Av. Ulisses Montarroyos, em Jaboatão dos Guararapes - Foto: Foto: Vídeo / Reprodução

Esta quinta-feira (13) começou, desde a madrugada, com fortes chuvas no Grande Recife. Para muitos trabalhadores, o dia está sendo de muito transtorno: trânsito e muitos pontos de alagamento nos bairros, que dificultam a ida para o trabalho e a realização dos compromissos do dia a dia. Mas, acredite se quiser: há quem veja uma oportunidade para se divertir diante desse cenário. 

>> Chuva: Veja onde tem ponto de alagamento no Grande Recife na manhã desta quinta (13)

>>Chuva no Grande Recife tem idoso atingido por árvore, alagamentos e imóveis invadidos pela água; veja vídeos

>>'Fiquem em casa, tem muita água chegando', chefe da Defesa Civil do Recife faz apelo por causa da chuva

Um homem foi flagrado surfando em um ponto de alagamento na Avenida Ulisses Montarroyos (popularmente conhecida como Avenida Comercial), no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife. No vídeo, enviado para a reportagem da TV Jornal, o indivíduo sobe na prancha de surf e, segurando uma corda, é puxado pelo colega, que está em uma motocicleta. 

Confira o vídeo

Alagamentos

O acumulado de chuvas na capital pernambucana causou alagamentos e uma manhã conflituosa no trânsito do Recife. No bairro de São José, área central, o temporal alagou vários trechos da Avenida Sul e da Rua Imperial. Motoristas passavam com dificuldade pelas vias.

No bairro da Imbiribeira, a Avenida Mascarenhas de Morais, ficou debaixo d’água. Um transtorno para motoristas e pedestres, que tinham de caminhar com os pés na água suja. Ainda na Zona Sul do Recife, um poste e uma árvore acabaram caindo na Avenida Conselheiro Aguiar, em Boa Viagem, provocando um grande engarrafamento na área. O temporal também alagou a Avenida Xingu, no bairro do Jordão. A mesma situação pegou de surpresa os moradores do bairro do Ipsep, que sofreram com a água invadindo muitas casas.

Na comunidade de Dois Irmãos, na Zona Norte do Recife, a água invadiu casas e ruas, e os moradores precisaram improvisar para circular pela área.

Em Nova Descoberta, também na Zona Norte, várias ruas foram tomadas pela água. Muitos pontos comerciais e residenciais ficaram inundados. Na Avenida Agamemnon Magalhães, na área central do Recife, o canal do Derby, na área do Tacaruna, transbordou, no sentido de Olinda. Os motoristas precisaram de muito cuidado para passar pelo local.

Idoso é atingido por árvore

Devido às fortes chuvas, uma árvore tombou no estacionamento da Santa Casa de Misericórdia do Recife, no bairro de Santo Amaro, área central da capital pernambucana. A árvore atingiu os carros e um idoso, de 72 anos, que passava pelo local.

Segundo informações apuradas pelo repórter Mário Oliveira, após o acidente, o idoso foi levado para dentro da unidade de saúde para receber atendimento médico. O acidente aconteceu na manhã desta quinta.

'Fiquem em casa, tem muita água chegando'

O chefe da Defesa Civil do Recife, coronel Cássio Sinomar, alertou que as chuvas devem permanecer intensas ao longo de toda esta quinta-feira (13), no Grande Recife. De acordo com o especialista, a população que puder deve ficar em casa, devido às complicações causadas pelo volume intenso de água que caiu na região, em poucas horas. 

“É muita água para pouco espaço de tempo. Estamos acostumados com 10 a 15 mm durante um dia, e já vamos com 80 a 90 mm, em menos de 12h. É sempre importante que quem faz os percursos conheça seus caminhos. A gente sabe que alguns pontos são críticos aqui na cidade do Recife, devido a sua estrutura, suas condições”, alertou. 

Operação Inverno

Neste ano, a Prefeitura do Recife afirma que o investimento total na Ação Inverno é de R$ 96,6 milhões, incluindo contenção de encostas, prevenção e monitoramento em áreas de risco, colocação de lonas plásticas e eliminação de pontos de alagamento, entre outras. "O trabalho começou desde janeiro deste ano, e envolve mais de 3 mil servidores de diversas secretarias e órgãos municipais", disse o executivo municipal.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.