CASO DE POLÍCIA

Mãe presa suspeita de jogar filho em terreno baldio e depois tocar fogo no recém-nascido é indiciada pela polícia


A mulher que não teve o nome divulgado pela Polícia Civil, confessou o crime no momento da prisão e disse, em depoimento, que assassinou o bebê pois tinha vergonha que a mãe dela descobrisse a gravidez.

Com informações do NE10 Interior
Com informações do NE10 Interior
Publicado em 25/05/2021 às 14:30
Reprodução/G1 Goiás
FOTO: Reprodução/G1 Goiás
Leitura:

A mãe presa suspeita de jogar o filho em um terreno baldio e depois tocar fogo no recém-nascido em Anápolis, em Goiás, no dia 12 de maio, foi indiciada pela polícia nessa segunda-feira (24). A mulher que não teve o nome divulgado pela Polícia Civil, confessou o crime no momento da prisão e disse, em depoimento, que assassinou o bebê pois tinha vergonha que a mãe dela descobrisse a gravidez.

O delegado Wllisses Valentim, que foi o responsável pelas investigações, informou que a jovem não apresentou um advogado. Ela foi indiciada por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.

>>Mãe é presa suspeita de jogar filho em terreno baldio e depois tocar fogo no recém-nascido; veja vídeo

Laudo

O laudo médico apontou que a morte do bebê foi causada por asfixia e teria acontecido quando a mãe enrolou a criança em um cobertor e colocou em uma caixa de papelão.

Relembre o caso

Uma mãe foi presa suspeita de jogar o filho em um terreno baldio e depois tocar fogo no recém-nascido. Em um vídeo é possível ver o momento em que a mulher a mulher desce do carro com o bebê dentro de uma caixa de papelão, entra no lote baldio. O caso aconteceu em Goiás e foi exibido nesta segunda-feira (17), no programa Bronca 24h.

Mais Lidas