DESAPARECIDO

Após sete dias, bombeiros encerram buscas por pedreiro que desapareceu no Rio Tejipió

O corpo de Bombeiros informou que vai encaminhar um relatório sobre as buscas à Policial Civil


Após sete dias, bombeiros encerram buscas por pedreiro que desapareceu no Rio Tejipió

Parentes acompanhavam as buscas pelo idoso angustiados - Foto: Berg Alves / TV Jornal

Os Bombeiros encerraram as buscas pelo pedreiro Manoel Nazário, de 60 anos, que desapareceu no Rio Tejipió, na Região Metropolitana do Recife. De acordo com a corporação, a grande quantidade de lixo impossibilitou o uso de embarcações em alguns pontos. Além disso, as equipes de salvamento foram empregados cães farejadores de resgate, máquinas e funcionários de limpeza. O protocolo técnico nacional de salvamento prevê a duração de três dias para que as buscas sejam reavaliadas e já se passaram sete dias.

O corpo de Bombeiros informou que vai encaminhar um relatório à Policial Civil e passa a dar apoio no decorrer do processo. Durantes as buscas, os parentes estavam angustiados. Questionado pela repórter Juliana Oliveira sobre qual seria o pedido da família, o filho de Manoel desabafou "É justiça. Que alguém procure saber onde ele está, que investiguem o que realmente aconteceu, pois a gente pode estar dando buscas em vão. A gente quer encontrar ele seja vivo, ou seja morto, mas queremos encontrá-lo", disse Rafael Luís.

> Homem que estava desaparecido é resgatado em matagal em Camaragibe; veja vídeo

> Corpo de estudante que estava desaparecido é encontrado na beira de rio em Igarassu

Relembre o caso

O idoso foi arrastado pela correnteza do rio no dia 30 de maio. Na ocasião, de acordo com informação que chegou aos parentes, Manoel estava voltando de uma festa por volta das 21h, quando tentou passar por uma ponte, desequelibrou-se e acabou caindo no rio Tejipió.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.