Dicas

Astrologia: Entenda como o eclipse solar 'anel de fogo' desta quinta (10) afeta sua vida; veja dicas e cuidados

Confira quais os impactos deste eclipse solar, cerca de duas semanas após um eclipse total da Superlua

Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 10/06/2021 às 9:37
Pixabay
FOTO: Pixabay
Leitura:

Nesta quinta-feira (10), aconteceu o primeiro eclipse solar de 2021, formando um 'anel de fogo' no céu. Eclipses são fenômenos que não acontecem com frequência e costumam chamar muita atenção, tanto por sua beleza, como por seus efeitos nas vidas das pessoas.

Os eclipses provocam grandes movimentações no mundo astral e afetam as energias. Este eclipse, em Gêmeos, vem cerca de 2 semanas depois de um eclipse total da superlua, que aconteceu em 26 de maio. Logo, ele completa a energia do último fenômeno, que aconteceu em Sagitário.

>> Veja o primeiro eclipse solar de 2021, que forma 'anel de fogo' no céu nesta quinta (10)

>> Vídeo: Confira como foi o eclipse da Superlua conhecida como Lua das Flores e Lua de Sangue, e os melhores locais para observar fenômeno

'Anel de fogo'

Um eclipse solar anular acontece quando a Lua se coloca entre o Sol e a Terra, mas não chega a cobrir o disco solar, criando um anel luminoso, um 'anel de fogo', ao redor da sombra da Lua.

Esse eclipse aconteceu a partir das 5h12, com pico às 07h52, pelo horário de Brasília, e foi visível no Canadá, no Ártico, na Europa e na Rússia, mas também foi transmitido. Todo o eclipse solar desta quinta-feira, 10 de junho, pode ser visto online.

>> Último eclipse solar de 2020 teve cometa e chuva de meteoros

Impactos

Segundo o Uol, diferentemente do eclipse ocorrido em maio, que, por ser lunar, trouxe à tona crises e questões de relacionamentos, desta vez o fenômeno, por ser solar, sugere situações que empurram para o futuro, por meio da realização de propósitos.

Se no eclipse lunar houve um acesso a insights que aumentaram a consciência sobre sentimentos e houve encerramentos de ciclos, agora, o eclipse solar traz um desafio, a necessidade de novos inícios, que podem trazer crises e tensões.

Um eclipse total do sol é mais intenso, e aconteceu em Gêmeos, signo que carrega Mercúrio como regente, em um momento em que o planeta está retrógrado, colocando uma força e uma intensidade maior em tudo. Os efeitos do fenômeno podem demorar um pouco mais para se manifestar, por Mercúrio estar retrógrado.

Tensões e mudanças

Eclipses costumam trazer transformações e tensões. São períodos de forte carga energética, e trazem algum tipo de tensão que impulsiona ao encontro dos propósitos de cada um, além de novos começos. Por ser solar, o eclipse sugere um momento em que essa luz da consciência fica temporariamente turva. Especialmente em um momento de quadratura com Netuno. É preciso ter mais atenção. É um momento em que os instintos ficam mais acentuados, logo, existe uma reação mais agressiva, também.

Em quadratura a Netuno e conjunto a Mercúrio retrógrado, o fenômeno também cria certa ilusão a forma de ver as coisas. É preciso ter cuidado extra com expectativas exageradas, ilusões e enganos. Racionalidade e intuição serão confrontadas e será preciso lidar com o fato de se viver no presente, pensando no futuro.

O assunto desafiado será a comunicação. É sempre importante, porém, ver no mapa astral onde o eclipse cai em seu signo e todos os aspectos, para saber como esse acontecimento influenciará cada um.

No geral, este eclipse solar demanda muito cuidado com questões relacionadas à comunicação e às ideias, especialmente no plano social.

Signos

Os signos mais atingidos pelos impactos do eclipse serão, em primeiro lugar, Gêmeos e Sagitário porque ambos os eclipses acontecem nesse eixo. Em segundo lugar, o outro eixo de signos mutáveis também será bastante afetado, no caso Virgem e Peixes.

Confira o eclipse solar desta quinta, 10 de junho

Próximo eclipse

O próximo eclipse anular visível a partir do Brasil será no dia 14 de outubro de 2023.

Mais Lidas