vacina covid-19

Não é possível escolher qual marca da vacina contra covid-19 receber, diz secretário de saúde de Pernambuco

André Longo afirmou que é ''preciso respeitar as vacinas (contra a covid-19) disponíveis'' pelo Ministério da Saúde

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 06/07/2021 às 17:53
Victor Patrício/Prefeitura de Camaragibe
FOTO: Victor Patrício/Prefeitura de Camaragibe
Leitura:

O secretário estadual de saúde, André Longo, foi questionado durante coletiva online, nesta terça-feira (06), sobre a polêmica referente ao fato de muitas pessoas estarem querendo escolher qual tipo de vacina contra a covid-19 receber no momento em que chega ao local de vacinação agendado. As vacinas disponíveis em Pernambuco, até o momento, são as seguintes: AstraZeneca, Pfizer, Janssen ou CoronaVac.

''Nós não temos ainda uma quantificação geral do número de pessoas que tem tido esse comportamento, mas tem sido frequente quando mais é diversificado o número de vacinas disponíveis (são quatro, até o momento) e as pessoas querem tomar a vacina de sua preferência, o que não é possível diante dos números que nós temos da disponibilidade de vacina. É preciso respeitar as vacinas disponíveis'', afirmou o secretário.

> No Recife, quem quiser escolher vacina contra covid-19 vai ser punido e terá imunização adiada

> O que acontece se tomou vacina vencida? Quem é responsável pela vacinação? Saiba as respostas

De acordo com André Longo, a única vacina contra a covid-19 que tem uma orientação para um determinado grupo é a da Pifzer. ''Apenas a vacina da Pfizer é que tem a recomendação específica para gestantes e pessoas com comorbidades. Todas as demais vacinas podem ser usadas para os grupos, que devem ser respeitadas e estão disponíveis no dia e horário em que você reservou o agendamento'', concluiu.

Vacina vencida?

Após a repercussão de que vacinas vencidas contra a covid-19 teriam sido aplicadas no Brasil, a preocupação tomou conta de quem havia tomado a vacina AstraZeneca. Em Pernambuco, 95 cidades receberam os lotes do imunizante. No entanto, segundo a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), nenhum município pernambucano aplicou doses fora da data da validade.

> Saiba como identificar se vacina da AstraZeneca que você tomou estava vencida

> Após queixas de reações adversas, vacinas vencidas podem atrapalhar 'reputação' da AstraZeneca, diz especialista

Segundo a Amupe, as vacinas foram aplicadas antes da data limite de validade, 14 de abril de 2021. A associação disse que "lamenta a falta de checagem dos dados que, em primeiro momento, colocaram em cheque o comprometimento dos prefeitos e prefeitas pernambucanos, que desde o início da vacinação contra a covid-19, têm se esforçado diariamente para imunizar a população pernambucana com maior responsabilidade e celeridade possível".

Mais Lidas