pandemia

Variante Delta aumenta transmissão da covid-19? Piora sintomas ou vacinas protegem? Saiba as respostas

A variante Delta chega de vez ao Brasil e pode se tornar majoritária, de acordo com especialistas em saúde

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 07/07/2021 às 17:28
Miva Filho/SES
FOTO: Miva Filho/SES
Leitura:

Após ser detectada na Índia e estar presente em 98 países, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a variante Delta da covid-19 (B.1.617) chegou ao Brasil. Até a produção desta reportagem, no dia 07 de julho, os casos foram confirmados São Paulo e no Rio de Janeiro. Diante desse novo risco, saiba qual a possibilidade do vírus se espalhar pelo país, qual a gravidade e também o tratamento necessário:

Pode se tornar dominante?

A OMS alertou que a variante Delta está se espalhando, de forma rápida, e que pode se tornar dominante no mundo nos próximos meses. Segundo a especialista Raquel Stucchi, infectologista professora da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), a situação no Brasil não é diferente.

> Por que as pessoas com duas doses da vacina ainda podem contrair a covid-19?

> Tomei a vacina contra covid-19 e meu braço está doendo. É normal? Saiba o motivo e o que fazer

Mais transmissível ou agravante?

Apesar da covid-19 ter deixado milhares de vítimas no país, Raquel Stucchi afirma que a variante Delta não agrava ainda mais a doença. No entanto, segunda a infectologista, se espalha mais.

> OMS diz que dois remédios para artrite podem diminuir efeitos e risco de morte com covid-19

> O que acontece se tomou vacina vencida? Quem é responsável pela vacinação? Saiba as respostas

“Os dados que nós temos até agora é que ela tem uma transmissão bem mais rápida do que outras variantes. Mas os dados não sugerem que ela tenha um quadro mais grave de Covid”, explicou.

As vacinas aplicadas no Brasil protegem?

De acordo com Munir Ayub, membro do Comitê de Imunização da SBI e professor de Infectologia da Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), a Coronavac não foi testada para a variante Delta. Já as vacinas da Oxford e Pfizer têm eficácia, mas de forma menor em relação as outras variantes.

Mais Lidas