RISCO DE BANHO

Após novo ataque de tubarão, Cemit pode adotar medidas para evitar incidentes na Igrejinha de Piedade

Um banhista foi mordido por um tubarão em frente à Igrejinha de Piedade, duas semanas depois que um homem morreu após ataque no mesmo trecho

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 25/07/2021 às 18:00 | Atualizado em 20/05/2022 às 15:47
Filipe Jordão/ JC Imagem
FOTO: Filipe Jordão/ JC Imagem
Leitura:

O Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) informou que está em articulação com a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes para avaliar a "adoção de possíveis medidas com o objetivo de reduzir os riscos de incidentes com tubarões" na altura da Igrejinha de Piedade.

O novo ataque com tubarão, neste domingo (25), ocorreu no mesmo trecho onde há duas semanas um homem de 51 anos faleceu após ser mordido pelo animal.

Veja a nota completa da Cemit:

O Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) informa que, por volta das 12h20, deste domingo (25/07), na praia de Piedade, na altura da Igrejinha, em Jaboatão dos Guararapes, ocorreu incidente envolvendo um homem de 32 anos e um animal marinho.

No local, havia uma equipe do Grupamento de Bombeiro Marítimo (GBMar) de prontidão e, ao longo de toda manhã, fez orientações aos banhistas para saírem da água.

O banhista em questão foi orientado anteriormente e retirado da água por equipes dos bombeiros, porém, ao retornar ao mar, acabou sendo ferido, na coxa esquerda e glúteo.

De imediato, a equipe do GBMar retirou o cidadão do mar e fez os primeiros socorros, sendo realizada a contenção da hemorragia, prevenção de hipotermia e ministração de oxigênio.

Realizou sua condução para o Hospital da Aeronáutica, onde foram feitos os primeiros atendimentos hospitalares.

Após ser estabilizado, foi transferido para o Hospital da Restauração. Neste momento, recebe assistência médica na Unidade de Trauma e está consciente.

Diante deste novo caso em um mesmo trecho de orla, o Cemit já está em articulação com a Prefeitura de Jaboatão para avaliação das ocorrências e adoção de possíveis medidas com o objetivo de reduzir os riscos de incidentes com tubarões.

É preciso reforçar que, somente com a conscientização e responsabilidade por parte da população, é possível obter sucesso na segurança das pessoas na orla do Estado.

Vale lembrar que, no trecho específico, além de equipes do GBMar, há placas de sinalização e bandeirolas instaladas para orientar sobre os riscos de entrar no mar naquela área.

Desde 1992, quando foi registrado o primeiro caso em Pernambuco, 67 ocorrências envolvendo tubarões. O caso de hoje está sendo analisado pelo Cemit.

Novo incidente com tubarão

Duas semanas depois do ataque que deixou um banhista morto, outro banhista foi atacado por tubarão neste domingo (25) na praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, na altura da Igrejinha.

O incidente com tubarão ocorreu por volta das 12h20, segundo revelou o Corpo de Bombeiros, que fez o socorro da vítima, um homem de 32 anos.

Socorro ainda na praia

O homem sofreu uma lesão na parte posterior da coxa esquerda e glúteos. Segundo o Corpo de Bombeiros, "os guarda-vidas realizaram a contenção da hemorragia, com o apoio da equipe de Moto resgate".

Vítima chega no HR

O banhista, que ainda não teve a identidade revelada, chegou por volta das 14h. A equipe de jornalismo da TV Jornal acompanhou a chegada da vítima. Veja o momento:

Trecho perigoso

Desde que Pernambuco iniciou os registros oficiais de incidentes com o tubarão, em 1992, a Igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, é apontada como a área com o maior número de ataques.

A lista oficial de pessoas atacadas por tubarão no Estado tem início com um caso ocorrido em 1992.

Mas relatos de testemunhas e familiares de vítimas revelam que incidentes com esse tipo de animal em Pernambuco já aconteciam desde o início do século passado.

Em 2012, o Jornal do Commercio contou a história do padre que morreu após um ataque em frente à Igrejinha de Piedade.

Mais Lidas