NOVO CORONAVÍRUS

Covid-19: saiba o que muda em Pernambuco e o que permanece após novas flexibilizações no plano de convivência

As medidas passam a valer já a partir da próxima segunda-feira (9).

Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 05/08/2021 às 18:45 | Atualizado em 11/01/2022 às 15:27
Alex Oliveira / JC IMAGEM
FOTO: Alex Oliveira / JC IMAGEM
Leitura:

Durante coletiva de imprensa em formato híbrido na tarde desta quinta-feira (5), o Governo de Pernambuco anunciou novas flexibilizações no plano de convivência com a covid-19 no Estado, que passam a valer a partir da próxima segunda-feira (9).

Alguns setores tiveram o horário de funcionamento e de capacidade ampliado, enquanto outros permanecem com as mesmas restrições divulgadas na coletiva do dia 28 de julho.

>>>Pernambuco terá mudanças no plano de convivência com a covid-19 a partir do dia 9 de agosto; saiba o que muda

As medidas foram tomadas devido a queda nos índices de contágio e em leitos de UTI, segundo o secretário de Saúde André Longo.

"Com isso, a rede pública de saúde tem, neste momento, 590 pacientes internados em leitos de UTI, que é o menor patamar registrado em 2021 e o menor quantitativo desde o final de outubro do ano passado. Esse cenário epidemiológico permite outros ajustes no nosso plano de convivência", justificou Longo, durante a coletiva de hoje (5).

Confira, nas listagens abaixo, o que muda e o que se mantém em Pernambuco a partir do dia 9 de agosto.

O que vai mudar?

Atividades sociais e econômicas - Todos os estabelecimentos poderão funcionar até 00h. (Antes, apenas bares e restaurantes estavam funcionando até este horário)

"A primeira das medidas é de que todas as atividades sociais e econômicas poderão funcionar até meia-noite. Outra medida anunciada é a diminuição do distanciamento para 1 metro nos locais aonde as pessoas permanecem o tempo inteiro de máscara", explicou Ana Paula Villaça.

Percentual de ocupação dos espaços - Percentual aumentado de 50% para 70%.

"Será de 70% em bares, restaurantes, atividades de ginástica, atividades de lazer, salões de beleza, colação de grau, aulas da saudade, escolas", disse a secretária.

Limite de capacidade dos espaços - Aumentado para 300 pessoas em eventos corporativos, ou 70% da capacidade do local.

"Permanece ainda o limite máximo de pessoas. Para eventos corporativos, a gente avança para até 300 pessoas, ou 70% da capacidade, o que for menor", disse.

Apresentações musicais - Número aumentado para até 5 integrantes (Antes era de 3).

"Outra medida muito importante, atendendo o pleito da classe artística, diz respeito ao número de integrantes nas apresentações musicais para até cinco integrantes, para que possam se apresentar", disse Ana Paula Villaça.

O que vai permanecer?

Pista de dança - Casas de recepções e eventos, além de bares e restaurantes, seguem com a pista de dança proibida de funcionar.

"Ainda segue proibido a pista de dancing. Ou seja, as pessoas se levantarem e dançarem nesses espaços. Nesse primeiro momento, precisamos seguir os cuidados. Seguir sentados durante as apresentações musicais", disse Vilaça.

Eventos sociais - Seguem com limite de até 100 pessoas.

"Permanecem ainda com a capacidade de até 100 pessoas ou 50% da capacidade do espaço, o que for menor", detalhou.

Atividades esportivas - Clubes sociais e eventos esportivos seguem com o horário de funcionamento ampliado. Podem funcionar até a meia noite.

"Uma importante conquista que vale também a partir da próxima segunda-feira é que as atividades esportivas, clubes sociais também terão seus horários ampliados para até meia noite. A gente já teve, na última segunda-feira, a retomada da presença do público nos eventos e competições esportivas, com a limitação de até 100 pessoas e respeitando os protocolos de saúde", comentou a secretária.

Cinemas e teatros - Outro ramo que mantém horário e capacidade é o de teatros e cinemas do Estado. A capacidade segue de 300 pessoas ou 50% do espaço, o que for menor e podem funcionar também até 00h.

"Os cinemas e teatros também terão sua capacidade aumentada para 300 pessoas ou 50% da capacidade do espaço, o que for menor. E também poderão funcionar até meia noite.", finalizou Ana Paula Vilaça.

Mais Lidas