CRIME

Mulher pede dinheiro emprestado a ex-colega de trabalho para pagar dívidas e sofre chantagem sexual no Grande Recife

A jovem contou que na hora de pagar o débito, o homem pediu relação sexual em troca de dinheiro

Mulher pede dinheiro emprestado a ex-colega de trabalho para pagar dívidas e sofre chantagem sexual no Grande Recife

Mesmo abalada, a vítima conversou com a equipe da TV Jornal - Foto: Reprodução/TV Jornal

Uma mulher, de 28 anos, passou a receber ameaças após pegar um dinheiro emprestado no valor de R$ 3 mil com um ex-colega de trabalho no Grande Recife. A jovem contou que na hora de pagar o débito, o homem pediu relação sexual em troca de dinheiro. Ao negar saída com o suspeito, ele iniciou uma série de ameaças. O caso foi ao ar nesta sexta-feira (17), no programa Por Aqui.

Mesmo abalada, a vítima conversou com a equipe da TV Jornal. "A gente trabalhava no mesmo setor, na mesma empresa. Ele viu muitas vezes eu chorar e perguntava o que estava se passando, aí eu disse que tinha uma dívida alta com um a agiota. Foi quando ele se ofereceu a mim emprestar o dinheiro, no valor de R$ 3 mil, de início. Aí ele me emprestou esse dinheiro e depois deu uma condição: se eu aceitasse a sair com ele. Então eu aceitei, eu estava precisando do dinheiro. Mas, assim quando ele teve posse do que ele queria, aí ele pediu para me fazer fotos e vídeos que foram feitas no celular dele", relatou a vítima, que não quis se identificar.

A mulher também contou que, desde ter negado sair com o suspeito novamente, ele começou a divulgar fotos e vídeos da mulher despida na internet. A vítima também contou que as imagens foram divulgadas para outros colegas de trabalho e familiares da jovem.

Acompanhamento psicológico

Diante do caso, a mulher deu início ao acompanhamento psicológico nesta sexta-feira (17). Durante as sessões, a mulher conta que tem saído mais fortalecida e sem se sentir culpada. O acompanhamento da mulher será uma vez por semana e por tempo indeterminado. A vítima vai receber além de assistência psicológica, assistência social e jurídica. 

Crimes

A delegada e deputada estadual Gleide Ângelo acolheu a vítima e providenciou o apoio psicológico e jurídico. Além disso, Gleide explicou quais crimes o ameaçador pode responder. "Primeiro, ameaça. Quando ele começa a ameaçar ela em busca de favor sexual. Mas, depois, muito mais grave. Ela, por não pagar a ele, ele jogou nas redes sociais cenas de nudez, sem o consentimento dela, aí ele já entra num crime do artigo 218 c, do Código Penal e a pena vai de 1 a 5 anos. Além disso, entra também a parte de danos morais. Pelo dano moral que ela sofreu", comentou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.