POLÍCIA

Mulher que foi concretada em parede foi vista por câmeras de segurança da rua onde fica a obra


Proprietário da obra foi quem descobriu o corpo, que estava escondido em um piso recém-feito no banheiro do térreo

Gustavo Henrique Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 06/10/2021 às 17:35
Arquivo pessoal
FOTO: Arquivo pessoal
Leitura:

Uma mulher de 25 anos que estava desaparecida desde 27 de setembro foi encontrada concretada na parede uma obra, na manhã de 3ªfeira (5.out), em São Vicente, no litoral de São Paulo. Ela foi estuprada e depois estrangulada até a morte com uma camiseta por um pedreiro, de 56 anos, que confessou o crime. Ele trabalhava na obra onde o corpo foi achado.

>>>Jovem que estava desaparecida é encontrada enterrada em parede de concreto; pedreiro fez isso após ter relações sexuais com ela, em São Paulo

Joice Maria da Glória Rodrigues desapareceu depois de sair para visitar a avó e tinha sido vista pela última vez por volta das 19h. O corpo da estudante estava nu e escondido em um piso recém-feito no banheiro do térreo, embaixo da escada. Quem o descobriu foi o proprietário da obra.

A possibilidade dela estar morta no local foi levantada por agentes da 3ª Delegacia de Investigações sobre Homicídios do Deic Santos, que investigam o caso. Câmeras de segurança registraram a vítima na rua em que a fica localizada a obra.

Mentiu

Ao questionarem o pedreiro, ele informou que esteve com a vítima e que ambos tiveram relações sexuais e utilizaram drogas juntos, mas, depois disso, ela foi embora do local. Ele desmentiu a versão depois da descoberta do corpo e informou a participação de um outro homem no crime. O suspeito, de 35 anos, também foi preso. Ambos foram ouvidos na delegacia e estão à disposição da Justiça.

Mais Lidas