PARá

Suspeito de estuprar e matar jovem grávida é preso; homem foi encontrado após uma denúncia

A jovem, que teve o intestino perfurado, foi espancada e violentada sexualmente, estava no 6º mês de gestação. Ela e o bebê morreram

Suspeito de estuprar e matar jovem grávida é preso; homem foi encontrado após uma denúncia

A jovem teve o intestino perfurado, foi espancada e violentada sexualmente. O caso aconteceu no Pará - Foto: Reprodução/TV Liberal

Um homem, de 24 anos, foi preso no fim da tarde dessa quarta-feira (6), suspeito de estuprar a jovem grávida de 20 anos no sudeste do Pará. A vítima teve o intestino perfurado e morreu no hospital na última terça (5). Ela estava no 6º mês da gestação.

De acordo com informações do G1, o suspeito está no sistema prisional e a polícia segue investigando o caso. Ele foi encontrado após uma denúncia. Na casa dele, a polícia encontrou uma sandália da vítima, que foi reconhecida por um familiar, e também uma calcinha dela, além de marcas de sangue.

Testemunhas contaram à polícia que teriam visto a vítima e o suspeito juntos na noite do domingo e ouvido gritos vindos da residência dele. Não foi detalhado se a vítima e o suspeito tinham algum relacionamento e se na noite de domingo algum vizinho chegou a chamar a polícia.

Relembre o caso

Uma jovem grávida de 20 anos morreu com sinais de de violência sexual. Segundo a polícia, a jovem estava no 6º mês da gestação e o pai da criança seria o principal suspeito do crime. O caso aconteceu no sudeste do Pará na última terça-feira (5). De acordo com informações do G1, não foi detalhado se a vítima e o suspeito ainda tinham algum relacionamento. A vítima teve o intestino perfurado, foi espancada e violentada sexualmente em Itupiranga, a 50 KM de Marabá, para onde ela foi transferida ao Hospital Municipal. A equipe médica da unidade informou que ela deu entrada na manhã de segunda, com sinais de violência sexual, dor abdominal e sangramento. Chegou a passar por cirurgia, mas não resistiu.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.