VIOLÊNCIA

Mulher é morta um dia depois de pedir medida protetiva contra marido no Sertão da Paraíba; vítima morreu na frente dos filhos

De acordo com a polícia, o ex-companheiro a matou logo após receber a notícia de oficiais de Justiça

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 12/10/2021 às 17:00
 Polícia Civil/Divulgação
FOTO: Polícia Civil/Divulgação
Leitura:

No último domingo (10), uma mulher, de 26 anos, foi morta na frente dos dois filhos em Tavares, no Sertão da Paraíba. Segundo informações do G1, o principal suspeito é o companheiro da vítima. De acordo com a Polícia Civil, a mulher fez uma denúncia e solicitou uma medida protetiva contra o homem na noite do sábado (9). Ele a matou logo após receber a notícia de oficiais de Justiça, comunicando a autorização da medida protetiva solicitada por ela.

De acordo com o delegado Paulo Ênio, a vítima compareceu a delegacia na noite do sábado, denunciando que tinha sido agredida pelo suspeito. Ela fez um exame de corpo de delito que comprovou que ela tinha sofrido agressões. No local, a mulher solicitou medidas protetivas contra o marido. A Polícia Militar foi até a casa da vítima, onde teria acontecido as agressões, mas o suspeito estava foragido.

>>Homem é baleado em assalto após achar que arma era de brinquedo

Ainda segundo o delegado, a vítima teria voltado para sua casa e o suspeito estava nas proximidades, escondido na residência de parentes. O pedido de medida protetiva foi distribuído na manhã do domingo e a medida foi decretada pelo juiz plantonista por volta das 11h. Segundo o delegado, quando ele foi comunicado da decisão, se armou com um revólver e assassinou a esposa na presença de seus dois filhos pequenos.

Suspeito foragido

O suspeito do feminicídio continua foragido, mas a polícia segue em buscas.

Mais Lidas