polêmica

Jair Bolsonaro diz que não vai tomar vacina da Covid-19: ''jogar R$ 10 na loteria para ganhar R$ 2''

A declaração de Jair Bolsonaro em relação à vacina da covid-19 foi dada em entrevista à rádio Jovem Pan

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 13/10/2021 às 20:38 | Atualizado em 31/05/2022 às 16:50
Annie Zanetti / TV Brasil
FOTO: Annie Zanetti / TV Brasil
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou atrás e, por considerar ter anticorpos contra a Covid-19 e que com isso tem proteção, afirmou que não vai tomar a vacina da doença. A declaração foi dada em entrevista à rádio Jovem Pan, de São Paulo, na noite da terça-feira (12).

Apesar da decisão ser contrária às recomendações dos profissionais de saúde, Jair Bolsonaro reforçou que, no caso dele, receber a vacinação é desnecessário.

"Eu decidi não tomar mais a vacina. Eu estou vendo novos estudos, eu estou com a minha imunização está lá em cima, IGG está 991. Para que eu vou tomar uma vacina? Seria a mesma coisa que você jogar R$ 10 na loteria para ganhar R$ 2. Não tem cabimento", declarou o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Vale lembrar que, Jair Bolsonaro havia dito que seria o último brasileiro a receber o imunizante contra a Covid-19. As doses da vacina são necessárias para evitar complicações mais graves da doença e fornecem maior proteção.

Pode tomar a vacina estando com Covid-19?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), não devem ser vacinadas pessoas que tiverem resultado positivo para o teste PCR, que diz respeito à coleta do material com um cotonete para análise em laboratório.

Quem não tem sintomas ou um resultado PCR positivo deve tomar a vacina normalmente.

No caso de pessoas com teste positivo, a OMS indica que pessoas com Covid devem esperar a recuperação da fase aguda da doença e a suspensão do isolamento.

Além disso, elas podem aguardar mais 6 meses até a vacinação.

 

Mais Lidas