Polícia

Comerciante grava áudio antes de ser executado e ajuda polícia a encontrar suspeitos, em Búzios, no Rio de Janeiro

Gravação do comerciante ajudou polícia a chegar a dois envolvidos no crime. Eles teriam sido contratados por duas mulheres de outro estado

Com informações do SBT
Com informações do SBT
Publicado em 20/10/2021 às 11:24
Leitura:

O Primeiro Impacto, do SBT, teve acesso com exclusividade a um áudio feito por um homem, um pouco antes de ele ser executado, em Búzios, no Rio de Janeiro. O crime aconteceu em novembro de 2020, e é investigado pela Polícia civil do Rio de Janeiro e Amazonas.

>> Comerciante é morto com tiros no rosto na Zona Norte do Recife

>> Comerciante desaparece após sair de condomínio onde mora em Jaboatão dos Guararapes

Gravação

Cirio da Cruz Dias era comerciante e foi executado em Cabo Frio, depois de ser sequestrado na porta de casa, em Búzios. No áudio, Cirio e assassinos dialogam. A voz do comerciante está angustiada e ele implora pela vida, afirmando que não tinha como "levantar" o dinheiro que estaria devendo a eles. No entanto, os criminosos afirmam que ele "está querendo enrolar". Cirio chega a comentar que tem família, em um último apelo.

>> Comerciante é morto com pelo menos 10 tiros em Barra de Jangada

Prisões

Segundo a polícia, esse foi o último diálogo entre a vítima e os assassinos, antes da execução. A partir da nova prova, dois envolvidos foram identificados e presos. Antônio Carlos de Souza da Cruz e Lucila Viana da Silva foram contratados por duas mulheres do Amazonas para executar o crime. Elas queriam cobrar uma dívida de R$ 5 mil do comerciante. Com o casal, a polícia apreendeu um revólver calibre 38.

Agora, a polícia tenta identificar outras pessoas que também podem ser ouvidas no áudio.

Mais Lidas