INVESTIGAçãO

Acidente? Onde foi visto pela última vez? Veja o que se sabe até agora sobre a morte de motorista de aplicativo

O local onde foi encontrado o corpo de motorista de aplicativo é de difícil acesso, na BR-232, em Pombos, no Agreste de Pernambuco

Acidente? Onde foi visto pela última vez? Veja o que se sabe até agora sobre a morte de motorista de aplicativo

O motorista de aplicativo, Higor Santos, foi encontrado morto na descida da Serra das Russas - Foto: Waldson Balbino/TV Jornal

Após a confirmação de que o corpo encontrado na BR-232, em Pombos, Agreste de Pernambuco, é do motorista de aplicativo Wendell Higor Santos de Almeida, as investigações começaram. Em entrevista ao repórter Waldson Balbino, o inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Sandro Martins, contou o que pode ter acontecido antes do falecimento do motorista de aplicativo. Veja a repercussão no programa O Povo na TV.

> Família confirma que corpo encontrado em decomposição é de motorista de aplicativo

''Nós (PRF) fomos acionados às 15h10 minutos por populares que passaram no local. Souberam do desaparecimento do rapaz, viram as marcas na vegetação e foram atrás sem saber que era o mesmo veículo. Eles ligaram para a Central (191) e ao chegarmos fomos até o onde o carro estava e constatamos que tinha um corpo dentro'', informou. 

A delegada Gabrielle Nishida está responsável pelo caso e irá ouvir familiares do motorista. Dois parentes já se encontram na Delegacia de Pombos para iniciar os depoimentos. A perícia chegou ao local e inciou o processo de investigação para descobrir como o motorista de aplicativo morreu. Confira o que sabe até agora.

Local de difícil acesso

As primeiras informações dão conta que houve um acidente na descida da Serra das Russas, em um local de difícil acesso, de acordo com o inspetor da PRF. Como o corpo estava em avançado estado de composição, a família de Higor Santos conseguiu confirmar devido às roupas do motorista de aplicativo. 

''Observamos todo o trecho seguido pelo veículo e não verificamos nenhuma reação ou marca de frenagem. Vimos que ele bateu em um barranco, capotou e foi para cerca de 500 metros da pista'', concluiu inspetor Sandro Martins. 

> Local onde foi encontrado corpo de motorista de aplicativo é de difícil acesso; veja fotos

A reportagem da TV Jornal capturou fotos da área onde foram encontrados um corpo em decomposição e um carro capotado com a mesma placa do veículo pertencente ao motorista de aplicativo Higor Santos, 27 anos. Ele estava sendo procurado pelos familiares desde o dia 19 de outubro. Nas fotos, é possível ver que o local é de difícil acesso e possui quase nenhuma iluminação. 

Local onde carro e corpo foram encontrados é de difícil acesso e tem pouca iluminação.
Local onde carro e corpo foram encontrados é de difícil acesso e tem pouca iluminação.
Waldson Balbino / TV Jornal

Visto pela última vez

motorista de aplicativo, Higor Santos, foi visto pela última vez por câmeras de segurança de um estabelecimento em Vitória de Santo Antão. Ele desce do veículo, parece checar o motor e em seguida segue viagem. O corpo dele foi encontrado é de difícil acesso. A placa do carro (NPU-5065) é a mesma do veículo utilizado pela vítima.

A mãe do jovem, Fátima Rito, relatou a que a família chegou a receber ligações de pessoas pedindo dinheiro em troca de notícias do motorista de aplicativo. A família procurou a polícia e registou um boletim de ocorrência. O irmão do motorista revelou que o rapaz costumava dar notícias das viagens. Portanto, o desaparecimento era estranho.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.