Registro

Pai registra dois filhos com nome de 'Vasco' e Justiça nega pedido para mudar; entenda o caso

As crianças foram registradas como homenagem ao Vasco, time do Rio de Janeiro no qual o pai delas torce

TV Jornal
TV Jornal
Publicado em 29/10/2021 às 21:31 | Atualizado em 18/01/2022 às 14:50
Reprodução/ @VascodaGama
FOTO: Reprodução/ @VascodaGama
Leitura:

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) julgou o pedido de uma família para retirar o nome de 'Vasco', em homenagem ao time de futebol do Rio de Janeiro, do registro de nascimento de duas crianças.

No entanto, a 7ª Turma Cível negou e explicou que a alteração para menores de 18 anos só é possível quando for demonstrada exposição ao ridículo ou situação vexatória, mas que isso não ocorreu.

Conforme consta na documentação, o nome 'Vasco' foi registrado pelo pai das crianças, que quis homenagear o time do coração. A família alega que as crianças podem sofrer bullying na infância e também quando forem adultas.

>> Torcedor do Vasco pede amada em namoro e quer craques do time como padrinhos; veja o vídeo

Registro civil

Ao analisar o recurso, a 7ª Turma Cível do TJDFT afirmou que o nome 'Vasco' “constitui um direito da personalidade dotado de imutabilidade” e que a Lei de Registros Públicos só permite a alteração se o motivo (citado no inicio desta reportagem) for comprovado pelos familiares.

“Tal nome, embora alegue-se que decorre de homenagem a time de futebol, não se reveste de expressão esdrúxula ou extravagante a ponto de que possa expor ao ridículo as menores, não se verificando comprovação de justo motivo apto a permitir a alteração neste momento. “Assim, ausente a comprovação de que o nome prejudica as menores, o que se observa é que o incômodo parte da própria genitora e não das portadoras do nome, situação que não enseja a retificação, uma vez que o nome é direito personalíssimo e subjetivo, devendo ser demonstrado o sofrimento e insatisfação das próprias titulares do direito”, argumentou o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

*Com informações do Metrópoles

Mais Lidas