Velório

Co-piloto estava animado por voar com Marília Mendonça: 'A gente vai ficar no mesmo hotel'

Tarciso Viana, co-piloto que voou com Marília Mendonça, mandou às irmãs o check-in do hotel: "olha, a gente vai ficar no mesmo hotel"

TV Jornal
TV Jornal
Publicado em 07/11/2021 às 14:59 | Atualizado em 23/03/2022 às 17:26
André Anelli/ SBT
FOTO: André Anelli/ SBT
Leitura:

Com informações do SBT.

Tarciso Pessoa Viana, co-piloto de 37 anos, demostrou entusiasmo ao descobrir que estaria voando com Marília Mendonça,  entre os dias 5 e 7 de novembro, para os shows em Minas Gerais.

Alguns dias antes da viagem acontecer, o co-piloto havia compartilhado a notícia com as irmãs. Em entrevista ao SBT, Nágila do Vale contou como recebeu a notícia, através de um grupo de WhatsApp da família.

Expectativa

"Vocês não sabem quem eu vou carregar essa semana e eu não vou estar aqui. Vou amanhã ficar de sexta a domingo com a Marília", disse.

Tarciso também mandou o check-in do hotel. "Olha, a gente vai ficar no mesmo hotel", disse Nágila reproduzindo as falas do irmão.

Ela e a irmã mais velha do co-piloto eram fãs de Marília Mendonça e haviam, inclusive, pedido a Tarciso para tirar uma selfie com a cantora.

.

 

Velório e sepultamento

A entrevista com as irmãs aconteceu depois do enterro de Tarciso, neste domingo (7) em Taguatinga, região a pouco mais de 20 km de Brasília.

Também no mesmo horário aconteceu o sepultamento do piloto Geraldo Martins Medeiros, de 56 anos, na Asa Sul.

As despedidas aconteceram no Distrito Federal, um dia após o velório de Marília Mendonça, em Goiânia, porque enquanto o transporte do corpo da cantora aconteceu de avião, o dos pilotos foi feito de carro.

O acidente

A aeronave conduzida por Geraldo e Tarciso, e que transportava Marília Mendonça, levava também o tio e empresário da cantora, Abicieli Silveira Dias Filho, e o produtor artístico Henrique Ribeiro.

Todos morreram. De acordo com os bombeiros, o avião caiu em um curso d'água, próximo ao acesso pela BR-474, no município de Caratinga (MG).

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) ainda informou que o avião estava em situação regular e que tinha autorização para fazer táxi aéreo.

Mais Lidas