investigação

Pastor e mulher são suspeitos de matarem bebê e jogar corpo em bueiro para esconder relacionamento, diz polícia

A Polícia Civil informou que a mãe do bebê confessou todo o crime. O corpo da criança foi encontrado em um bueiro

Com informações do SBT News
Com informações do SBT News
Publicado em 10/11/2021 às 17:05
Reprodução/SBT
FOTO: Reprodução/SBT
Leitura:

Um pastor evangélico e uma jovem, de 20 anos, foram presos suspeitos de matarem um bebê recém-nascido e jogar o corpo da criança em um bueiro. O caso aconteceu no município de Caucaia, no Estado do Ceará, e foi revelado pela Polícia Civil do Ceará (PCCE), através do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

> Vídeos mostram homem com bebê recém-nascido antes de abandoná-lo no Sítio Histórico de Olinda

De acordo com o SBT News, as investigações apontam que o nascimento precoce do bebê aos oito meses foi induzido por remédios abortivos e, após o parto, a criança teria sido morta pela mãe com golpes de garfo no pescoço. O corpo foi encontrado por policiais civis. A população ficou revoltada, saqueou a casa e tocou fogo no carro do pastor.

Confissão

A Polícia Civil informou que foi acionada com a informação que uma mulher deu entrada em um hospital com sinais de aborto. Com isso, deram início às investigações e encontraram os suspeitos do crime contra o bebê recém-nascido. O pastor e a mãe da criança foram presos em flagrante por homicídio e ocultação de cadáver.

> Bebê de dois meses fica desacordado, tem sangramento no nariz e morre em Jaboatão dos Guararapes

"A elucidação foi muito rápida, embora os depoimentos dos dois sejam divergentes. Ela confessou em detalhes e chegamos aos fatos. O que apuramos é que ele queria ser visto com credibilidade na comunidade, por ser um líder religioso, e esse filho e o relacionamento extraconjugal iriam comprometer essa imagem que ele almejava. Essa seria a motivação. E ela atendeu ao pedido dele", explica o delegado Harley Filho.

Mais Lidas