Regras

Preciso me inscrever para receber o 13º salário do Bolsa Família? Quem tem direito? Como será o pagamento? Tire dúvidas

O 13º salário do Auxílio Brasil é o mesmo que era pago aos beneficiários do Bolsa Família, pelo Governo de Pernambuco

Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 18/11/2021 às 9:37
Agência Brasil
FOTO: Agência Brasil
Leitura:

O novo programa de transferência de renda criado pelo Governo Federal, Auxílio Brasil, também vai dar direito ao pagamento de um 13º salário, como os beneficiários do antigo Bolsa Família tinham direito, anualmente. A quantia é paga pelo Governo de Pernambuco.

>> Pagamento do 13º do Bolsa Família: Como fica, agora que é Auxílio Brasil?

Quem tem direito ao 13º salário do Auxílio Brasil?

O 13º salário é voltado para a população em situação de pobreza ou extrema pobreza de Pernambuco. O beneficiário deve estar inscrito no Auxílio Brasil. Sendo assim, todas as pessoas cadastradas na folha de pagamento do Bolsa Família do ano de 2021 receberão o pagamento extra.

Preciso me inscrever para receber o 13º do Bolsa Família?

Não é preciso fazer uma nova inscrição para garantir o pagamento do 13º pago pelo Governo de Pernambuco. O requisito é ser beneficiário do Auxílio Brasil por pelo menos metade dos meses considerados para a apuração, sejam consecutivos ou intercalados, além de estar com a situação regularizada no programa federal.

Como será feito o pagamento do 13º do Bolsa Família?

O pagamento do 13º será disponibilizado nos mesmos locais dos previstos para o Auxílio Brasil. O calendário é definido a partir da data de nascimento do responsável pela família.

Quais as regras para receber o valor cheio do 13º do Bolsa Família?

Para garantir o valor total do benefício de R$ 150, o beneficiário deve inserir o CPF na Nota Fiscal quando fizer compras de itens de alimentação, medicamentos, material de higiene pessoal, limpeza, calçados e gás de cozinhas.

Até o final do período de apuração, em 31 de janeiro de 2022, o beneficiário vai adquirindo créditos para gerar o reembolso de até 5% do valor total das compras para alcançar o teto do benefício. De acordo com o governo, são 14 mil estabelecimentos credenciados com nota fiscal eletrônica no estado.

Como fica o 13º do Bolsa Família, agora que é Auxílio Brasil?

O Governo de Pernambuco anunciou que vai seguir com o pagamento do 13º salário para os beneficiários do Auxílio Brasil. O programa estadual concede uma parcela extra do benefício pago pela União.

De acordo com informações divulgadas nessa quarta-feira (17), o Executivo Estadual vai manter as mesmas regras previstas no programa atualmente. O valor a ser pago para os beneficiários é de até R$ 150.

Os beneficiários do Bolsa Família serão automaticamente transferidos para o Auxílio Brasil e terão, portanto, pagamento garantido da parcela extra para os pernambucanos. "Não é necessário que as pessoas atualizem o cadastro, apenas se houver mudanças na realidade familiar, como um membro da família que ficou desempregado, por exemplo", afirma o secretário Sileno Guedes.

O 13º salário do Governo de Pernambuco

O 13º do Bolsa Família foi criado pelo governo estadual em 2019. De acordo com dados da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco (SDSCJ), o programa atende 1.176.100 famílias pernambucanas, o correspondente a 35% da população do Estado. Somados os anos de 2020 e 2021, foram transferidos R$ 312 milhões em recursos.

Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil começou a ser pago nesta quarta-feira (17). De acordo com o governo federal, 14,6 milhões de famílias irão receber o benefício no mês de novembro. Poderão receber antigos beneficiários do Bolsa Família. O valor pago pelo programa teve um reajuste de 17,8%, e com isso, a média passa a ser de R$ 217,18.

Mais Lidas