Funk

MC JOTINHA: Cantor começou a fazer sucesso quando criança, mas foi impedido de cantar


MC Jotinha foi morto a tiros após tentar separar uma briga em um bar

Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 19/11/2021 às 10:18
Reprodução: Instagram
FOTO: Reprodução: Instagram
Leitura:

Conhecido como Mc Jotinha, Jonathan Gomes de Araújo, foi assassinado na última terça-feira (16), em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, alvejado na cabeça depois de tentar apartar uma confusão.

O cantor começou a fazer sucesso ainda criança, quando foi descoberto por outro MC.

Sucesso desde os 4 anos

Mc Jotinha tinha 17 anos e começou a cantar quando ainda tinha 4 anos de idade. Ele foi descoberto por MC PR, um cantor e empresário do município de Duque de Caxias.

Desde sempre, Jotinha queria ser cantor de Funk e foi levado pelo empresário ao estúdio do MC Roba Cena, que gravava, na época, a faixa "Poxa vida, hein, wow".

Jonathan gravou uma parte do vocal da música de Roba Cena, mas não costumava ser creditado na música.

Ainda assim, "Poxa vida, hein, wow" virou um grande sucesso no funk do Rio e sua voz ficou muito conhecida.

 

Em 2013, seu empresário, MC PR, resolveu colocar sua voz em outra música que ele tinha gravado, chamada "Kika uma vez, kika de novo".

>> Quem era MC Jotinha? Cantor foi enterrado nessa quarta-feira (17) após ser morto a tiros

Dessa vez, ele liberou a voz no site Soundcloud, de forma aberta para que DJs pudessem fazer remixes.

Com isso, Jotinha acumulou sucessos no Rio, no Espírito Santo e em Minas Gerais com a música "Mentiroso", lançada em 2014.

Nos anos seguintes, ele continuou cantando, mas ficou um tempo sem outro hit.

Porém, em 2018, o vocal gravado de "Kika uma vez, kika de novo" estourou novamente e começou a ser bastante usado por DJs.

Só uma das versão de "Kika uma vez, kika de novo", feita pelo DJ Kurinin e lançada em 2019, teve mais de 71 milhões de visualizações no YouTube.

Mas Mc Jotinha foi impedido de cantar, por causa da idade e do conteúdo das letras, pelo desembargador Siro Darlan.

Leia mais sobre o crime clicando aqui.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense investiga a morte do jovem, de 17 anos.

MC Jotinha foi enterrado na manhã de quarta-feira (17), no Cemitério de Pilar, em Duque de Caxias.

Mais Lidas