Astronomia

Eclipse Solar: Quando será o próximo? Veja detalhes do maior fenômeno astronômico de dezembro de 2021


Ainda em 2021 haverá outro grande fenômeno astronômico e será um eclipse solar total

Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 29/11/2021 às 9:36
Reprodução/Pixabay
FOTO: Reprodução/Pixabay
Leitura:

Começou a contagem regressiva para o grande eclipse total do Sol, em 4 de dezembro de 2021. No dia 19 de novembro, aconteceu o eclipse lunar mais longo do século e em 580 anos. Agora, acontece um eclipse total.

Os eclipses totais são quando o sol fica completamente coberto, no entanto, eles são vistos apenas de algumas localidades e em outras podem não ser vistos ou ser vistos de forma parcial.

Calendário de eclipses

Já ocorreram três dos eclipses descritos no calendário de 2021: dois da Lua, sendo um parcial - que aconteceu dia 19 de novembro - e um total. Além de um terceiro, que foi o eclipse solar anular, do dia 10 de junho.

Agora falta apenas o último eclipse do ano (solar e total), que será em 4 de dezembro.

>> Vai ter eclipse solar em 2021? Em que dia e horário? Como assistir? Saiba mais

>> Eclipse solar dezembro 2021: Quando vai ser? Onde ver? Como assistir? O que você precisa saber? Veja tudo sobre o eclipse solar total

Eclipse total em 1994

De acordo com a Folha de São Paulo, o último eclipse total visto do Brasil foi há 27 anos, em 1994. Neste ano, mais uma vez, não será possível ver o eclipse em sua totalidade.

O último eclipse solar total que pode ser visto do Brasil ocorreu em 1194, no dia 3 de novembro. Nessa data, a manhã virou noite para os residentes do sul do país.

Antes dele, o último eclipse solar foi em 1991, na região amazônica.

No eclipse total do sol, em 1994, a Lua ocultou o disco solar durante quatro minutos, dentro da faixa de 250 quilômetros de largura onde o fenômeno teve máxima visibilidade.

O eclipse começou a leste do oceano Pacífico, passou pelo sul do Peru, norte do Chile, partes da Argentina, Paraguai, atravessou o sul do Brasil e acabou ao sul do oceano Atlântico, próximo do continente africano.

A primeira cidade brasileira dentro da faixa de totalidade – em que o eclipse foi total – foi Foz do Iguaçu (PR). De lá, a Lua encobriu completamente o Sol, às 9h46.

Em Criciúma, no Estado de Santa Catarina, foi o último ponto no Brasil de onde foi possível ver o Sol completamente eclipsado, o dia virou noite às 9h59.

Estiveram na região astrônomos franceses, belgas, americanos, russos, georgianos e lituanos.

Foram cerca de 50 estudiosos, entre brasileiros e estrangeiros, que estiveram coletando dados para 16 pesquisas relacionadas com a coroa solar, a parte mais externa do astro, que só se mostra em eclipses solares completos.

O próximo eclipse solar total no Brasil, provavelmente, só acontecerá no ano 2046.

O que é um eclipse solar?

O eclipse solar é um fenômeno astronômico na qual a luz solar é encoberta pela lua, ou seja, quando a lua se posiciona entre o planeta Terra e o Sol, formando uma sombra que cobre uma pequena faixa da superfície terrestre.

Isso faz com que, durante o eclipse, essa área fique escura durante um intervalo de tempo limitado do dia. Sua ocorrência depende da combinação de muitos fatores.

Mais Lidas