POLÍCIA

Imagens mostram policiais espancando mecânico até a morte em São Paulo


Durante essa operação da Polícia Civil houveram duas mortes e mais duas pessoas foram baleadas

Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 30/11/2021 às 16:05
Notícia
SBT / PRIMEIRO IMPACTO
O crime foi gravado por câmeras de segurança - FOTO: SBT / PRIMEIRO IMPACTO
Leitura:

Uma blitz, montada para prender um suposto ladrão que teria assaltado um policial civil, que aconteceu na noite da última terça-feira (25), terminou em morte. Guilherme Tibério Lima, um mecânico de 25 anos, tinha saído com o primo atrás de uma receita médica para o tio, que estava internado.

Câmeras de segurança revelam que não era possível saber que se tratava de uma barreira policial. As imagens mostram ainda o momento exato em que os policiais atiraram, quando Guilherme se assustou com uma lanterna apontada por um deles e acelerou.

Os agentes entraram nas viaturas e perseguiram o mecânico, que, atingido nas costas pelo disparo, desmaiou e perdeu o controle do carro. O veículo subiu a calçada e atingiu um muro.

>> Menino de 14 anos esfaqueia inspetora de alunos no braço dentro de escola

>> Menino de 13 anos surta e é suspeito de matar avó de 72 anos e ferir avô de 82 anos, em Paulista, no Grande Recife

Confira nas imagens

Os policiais civis ainda espancaram brutalmente o primo do mecânico, que foi atingido por um tiro de raspão. O crime também foi gravado por câmeras de segurança.

No vídeo, é possível observar que o primo de Guilherme desce do carro com o celular na mão e se ajoelha, levantando os braços.

Na sequência, ele ainda se levanta e tenta conversar com os policiais, mas um deles aponta uma arma para o rosto do rapaz e o empurra. Outro policial aparece e dá um soco na cara dele.

Em seguida, caído no chão, o primo do mecânico é covardemente agredido, levando vários chutes e pontapés dos policiais. Um deles, parecendo descontrolado, ainda volta e dá mais um chute no rapaz.

Os policiais apresentaram uma arma de brinquedo no departamento de homicídios e afirmaram que o mecânico apontou a pistola antes de fugir, o que não procede, de acordo com as imagens das câmeras.

Ainda na operação desastrosa, um morador de rua morreu depois de ser atingido na cabeça por um disparo e um homem que estava por perto, em um ponto de ônibus, também foi baleado no braço.

Comentários

Mais Lidas