Violência

Vídeo: "Eu sou velho. Por que vai fazer isso?" Moradores de rua são espancados por vigilantes


Um dos moradores dormia, quando foi arrastado e espancado

Karina Albuquerque
Karina Albuquerque
Publicado em 21/12/2021 às 11:28
Notícia
Reprodução/ SBT
Moradores de rua são espancados por seguranças de empresa em Belém - FOTO: Reprodução/ SBT
Leitura:

Moradores de rua foram espancados por seguranças de uma empresa. O caso aconteceu em Belém e foi filmado. O vídeo viralizou nas redes sociais e o caso está sendo investigado pela polícia.

Espancamento foi gravado

Um homem dormia em cima de uma barraca, quando foi acordado com violência. Em vídeo do momento, é possível ouvir ele falando "epa, eu sou velho" e "por favor cara, por que vai fazer isso comigo?".

Depois que é arrancado para o chão, ele é cercado por mais agressores com uniforme de vigilantes. "Ai ... você não tá me escutando cara, eu não sou marginal", é possível ouvir na gravação.

Em outro vídeo, um morador de rua sofre mais violência e grita de dor. Desta vez, os agressores usam arma de choque. O rapaz é golpeado com chutes, quando já estava caído.

"Bora zarpar daqui", fala um dos suspeitos.

Morador de rua é conhecido na feira

Romário Muniz, feirante há 28 anos, trabalha no box onde aconteceram as agressões. Ele diz que um dos moradores de rua trabalha como guardador de carro na feira.

"Aqui na feira, ele nunca mexeu com ninguém, fica por aqui, dorme por aqui", pontuou. Segundo testemunhas, as imagens foram gravadas há 11 dias, mas só agora viralizaram na internet.

Vigilantes demitidos e investigações

Entre os agressores que aparecem no vídeo, a empresa informou que quatro foram demitidos assim que a denúncia veio à tona, nessa segunda (20).

Alguns feirantes contam que os seguranças não trabalhavam no local da violência e teriam vindo atrás do homem, porque ele teria praticado um furto dias antes das agressões. A Polícia Civil do Pará já está investigando o caso.

"Segundo me passaram, receberam um chamado de outro serviço de segurança pedindo o apoio deles, e eles, imediatamente, foram prestar essa devida atenção, esse apoio. Foi no caso o que aconteceu aí", disse o delegado Everaldo Saldanha.

As cenas ainda chocam os comerciantes da feira. "Eu achei assim muito, não tem nem palavras. É uma situação que realmente eles têm que pagar pelo que fizeram", afirmou o feirante William Wesley.

Com informações do SBT

Comentários

Mais Lidas