Estupro

Youtuber é suspeito de estuprar mulheres em Paulista


O homem acusado de abordar as vítimas em uma moto vermelha e oferecer serviços de mototáxi, teria mais de 7 mil seguidores em uma rede social

Catêrine Costa
Catêrine Costa
Publicado em 22/02/2022 às 13:32
Notícia
Reprodução/ TV Jornal
As mulheres estavam seguindo de Olinda para a cidade de Paulista, no Grande Recife - FOTO: Reprodução/ TV Jornal
Leitura:

Duas mulheres seguiam para casa depois que participaram de um encontro de família, na Cidade Tabajara, em Olinda, no último domingo (20). O destino final era o município de Paulista, na Região Metropolitana do Recife. Elas decidiram pegar um mototáxi porque as corridas de aplicativo estavam sendo canceladas. 

As vítimas não tinham noção do que estava por vir. O homem o qual teria as abordado em uma moto vermelha e oferecido o serviço de mototáxi para leva-las até o destino, tentou estuprar uma delas e concretizou o ato com a outra. A primeira vítima afirma não foi estuprada por estar de resguardo.

"Ele passou por trás do Shopping Norte Way, antes da subida do viaduto tem um matagal em baixo. Aí ele parou e eu perguntei o porquê, ele disse que iria fazer xixi e eu disse: porque fazer xixi na pista? E ele mandou eu calar a boca, puxou a pistola e mandou eu tirar a roupa. Quando ele tirou a roupa para fazer o ato sexual comigo eu disse que estava de resguardo", relatou a cabeleireira. 

A mulher ainda conta que o estuprador não acreditou no que ela falou e foi necessário mostrar o absorvente para poder comprovar. Em seguida, ele pediu que a mulher fizesse sexo oral nele, mas ela se negou. "Eu não consegui lhe estuprar, mas a outra eu vou estuprar", disse o abusador que  seguiu de moto para buscar a outra vítima que havia ficado esperando. 

A cabeleireira revela que não houve como comunicar a outra mulher, pois o homem havia levado seu celular. 

Segunda vítima

Com a ex-cunhada dela a situação ocorreu de outra forma. A diarista foi levada para uma área de mata que fica próximo ao Hospital Miguel Arraes, em Paulista, e lá foi violentada sexualmente.

Inicialmente, a vítima negou o abuso. No dia seguinte, ao contar o fato para a família, as duas seguiram para a delegacia de Abreu e Lima. 

"Entrou em um matagal e na frente de um muro fez o ato sexual com ela. Tirou o dinheiro que estava com ela e tirou o celular. Depois ela se lembrou do netinho e saiu desesperada no escuro", revelou a primeira vítima.

Prisão

O suspeito foi preso em flagrante, pois já haviam outras denúncias de que um homem em uma moto vermelha chegava nas paradas oferecendo corrida de mototáxi e no meio do caminho rendia as vítimas com uma arma e tentava abusar as passageiras.

O suspeito, que tem 7.500 mil seguidores em uma rede social, é conhecido em Abreu e Lima por fazer pegadinhas e postar na internet.

Na saída da delegacia a equipe de reportagem da TV Jornal tentou conversar com o acusado, mas ele não falou muito. Só disse que roda em aplicativo de corrida e tem um canal no YouTube. 

Denúncias

Até o momento, três mulheres relataram ter sido vítima do youtuber. A polícia pede para que se alguém foi vítima deste suspeito procure a delegacia de Abreu e Lima

Comentários

Mais Lidas