Limpeza Urbana

Paulista, no Grande Recife, deve ganhar seis ecopontos para grandes entulhos


Os espaços são voltados para a coleta de grandes volumes de lixo e devem começar a funcionar neste mês

Humberto Cassimiro
Humberto Cassimiro
Publicado em 01/04/2022 às 20:31
Notícia
Divulgação
Um dos seis ecopontos deve funcionar no bairro de Maranguape I - FOTO: Divulgação
Leitura:

O município do Paulista, na Região Metropolitana do Recife, deve receber seis ecopontos a partir deste mês de abril. Os espaços são voltados para a coleta de grandes volumes de lixo sólido.

O primeiro dos seis ecopontos a serem inaugurados vai operar na Avenida Brasil, no bairro de Maranguape I, na área em que funcionou o Campo de Aviação.

A iniciativa é do Consórcio i9 Paulista, que voltou a administrar a coleta de lixo do município há um ano após uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) para reativar a Parceria Público Privada (PPP) entre a empresa e a prefeitura.

Concessionária espera mudar a situação do lixo

De acordo com a concessionária responsável pela limpeza urbana, entre fevereiro de 2019 a março de 2021 foram deixados sem destino correto mais de 50 milhões de quilos de resíduos como papel, plástico, vidro, metal e embalagens tetrapack.

Outros problemas foram constatados pela gestão, como a área da central de tratamento de resíduos da Mirueira, que estava depredada e sem manutenção, e licenças ambientais vencidas.

O Consórcio i9 Paulista realizou um diagnóstico ambiental com o objetivo de reverter a situação do lixo. O resultado foi registrado em cartório e protocolado na prefeitura.

A atualização de todas as licenças ambientais e a recuperação das estruturas físicas já foram realizadas, segundo a empresa.

Os próximos passos do consórcio devem compreender uma segunda remediação do aterro na Mirueira e a ocupação de uma nova área para a implantação de uma nova célula de resíduos inertes a ser definida pela prefeitura.

Comentários

Mais Lidas