Latrocínio

Mulher morre em Caruaru vítima de assalto dentro de transporte alternativo; confira detalhes

Costureira de 33 anos é vítima de latrocínio a caminho de Barra de Farias, no município Brejo da Madre de Deus

Maria Clara Batista
Maria Clara Batista
Publicado em 25/04/2022 às 10:06
Notícia
Reprodução/Rádio Jornal Caruaru
Rosivânia Bezerra da Silva - FOTO: Reprodução/Rádio Jornal Caruaru
Leitura:

Com informações de Berg Santos, Jornalista e Âncora do Além da Notícia, na Rádio Jornal Caruaru. 

Uma mulher de 33 anos morreu vítima de latrocínio em Caruaru, Agreste de Pernambuco, no último sábado (23).

O crime aconteceu dentro de um transporte alternativo, um Toyota de lotação.

Rosivânia Bezerra da Silva, morava no distrito de Barra de Farias, zona rural do município Brejo da Madre de Deus. 

Reprodução/Rádio Jornal Caruaru
Rosivânia Bezerra da Silva - Reprodução/Rádio Jornal Caruaru

A mulher estava dentro do veículo voltando para casa, após uma visita aos pais em Caruaru.

O motorista do Toyota seguia pela via local da BR-104, de volta para o Brejo da Madre de Deus. 

>>> LEIA TAMBÉM: Jovem de 23 anos é assassinado a tiros em prostíbulo no município de Frei Miguelinho, Agreste de Pernambuco

Um dos passageiros do veículo que não quis ser identificado conta que, próximo ao posto de combustível conhecido como Posto de Zé Bila, um homem pediu parada.

Ainda de acordo com o passageiro, o motorista parou e o homem disse que iria para a Fazenda Bonanza.

Após ultrapassarem o posto da Polícia Rodoviária Federal da Jurití, o suspeito mandou parar o carro e, quando o motorista parou, ele anunciou o assalto.

Latrocínio

Segundo testemunha, o homem roubou dinheiro e celular do motorista e passageiros.

No momento em que Rosivânia foi retirar o celular da bolsa para entregar ao suspeito, ele achou que a costureira fosse reagir ao assalto, efetuou um disparo contra ela e fugiu.

Ainda segundo testemunha, o homem estava alterado e muito nervoso, após o disparo ele perguntou se o tirou havia atingido alguém.

Por fim, ordenou que o veículo saísse em partida.

O motorista do transporte alternativo prestou socorro e conduziu a costureira ao Hospital Mestre Vitalino. Contudo, a mulher não resistiu e veio a óbito após dar entrada no hospital.

A irmã da vítima, Roseane Silva, esteve no IML para fazer a liberação do corpo e conversou com a reportagem da Rádio Jornal.

"Vítima dessa fatalidade, tão nova, cheia de vida, alegre e comunicativa. Todo mundo gostava dela. Era uma pessoa maravilhosa", lamentou a irmã.

A equipe da Divisão Especial de Operação de Homicídios colheu os depoimentos do passageiro e do motorista e está investigando o caso.

Comentários

Mais Lidas