MALDADE

Madrasta é suspeita de matar enteada de 22 anos colocando chumbinho na comida da vítima

A mulher também é suspeita de tentar envenenar o irmão da vítima, um adolescente de 16 anos.

Catêrine Costa
Catêrine Costa
Publicado em 21/05/2022 às 16:50
Notícia
Reprodução/ SBT
Madrasta é suspeita de matar filha de marido de 22 anos - FOTO: Reprodução/ SBT
Leitura:

Uma mulher de 49 anos foi presa na última sexta-feira (20) suspeita de envenenar os filhos do atual marido. 

Cíntia Mariano Dias Cabral é acusada de homicídio qualificado da enteada de 22 anos, e de tentativa de homicídio do enteado, de 16 anos. 

As primeiras informações indicam que a madrasta teria envenenado as vítimas adicionando chumbinho, popular veneno para matar ratos, à comida que ela servia para eles.

O CRIME

Os crimes ocorreram em intervalo de dois meses. A jovem de 22 anos morreu em março, após 13 dias de internação.

A suspeita de que a vítima morreu por envenenamento só surgiu em maio, quando o irmão caçula dela apresentou sintomas semelhantes aos que levaram a irmã a ser hospitalizada com quadro de intoxicação.

Levado ao hospital, o adolescente de 16 anos foi submetido a uma lavagem estomacal e a um exame de sangue que detectou níveis altos de chumbo.

Ao associar os quadros, a mãe deles, registrou queixa na 33ª Delegacia de Polícia, em Realengo, no Rio de Janeiro, que iniciou buscas na casa da madrasta.

Na delegacia, a suspeita se manteve em silêncio, seguindo orientações da defesa dela.

Mas em outro depoimento, um filho biológico de Cíntia disse à polícia que a mãe confessou ter envenenado as vítimas com chumbinho.

SUSPEITA DE OUTRAS MORTES

Sem divulgar detalhes, a polícia do Rio de Janeiro informou que vai investigar se Cíntia tem relação com as mortes do ex-marido e de uma vizinha dela, que morrerram repentinamente.

*Com informações do SBT

Comentários

Mais Lidas