COVID-19

Médico conselheiro do Cremepe faz FORTE ALERTA sobre aumento de casos de covid-19: 'Em junho e julho é grande o risco de casos de internamento'; SAIBA MAIS

Médico também alertou para as aglomerações que ocorrem nas festas de São João

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 19/06/2022 às 10:51 | Atualizado em 19/06/2022 às 10:53
Notícia
Miva Filho/SES-PE
Pernambuco registrou, nesta segunda-feira (13), 90 casos da Covid-19. - FOTO: Miva Filho/SES-PE
Leitura:

Em entrevista ao portal G1, o médico pediatra Eduardo Jorge Fonseca, integrante do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) e representante regional da Sociedade Brasileira de Imunizações, fez um grande alerta à respeito do aumento de casos confirmados do novo coronavírus (covid-19) no Estado.

O médico também falou sobre as aglomerações que ocorrem nas festas de São João. Segundo ele, a terceira dose da vacina é essencial para impedir que os casos se agravem. "Em junho e julho é grande o risco de aumento de casos de internamento por Covid-19", destacou.

CASOS CONFIRMADOS EM PERNAMBUCO

Nesse sábado (18), foram confirmados 1.650 casos da Covid-19. A maioria dos novos infectados tem a forma leve da doença: 1.642 (99,6%). Também ocorreram oito registros (0,5%) de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag). Na última sexta (17), foram 1.905 confirmações da doença, sendo 1.897 (99,6%) leves e oito (0,4%) graves.

QUARTA ONDA 

O médico revelou também que o país vive uma quarta onda do novo coronavírus, que passou por Goiás, Minas Gerais e está chegando ao Nordeste. Pernambuco tem nove registros da subvariante BA.4 da ômicron

"Precisamos voltar a usar máscara em ambiente interno e não adianta recomendar, tem que ser um decreto. A gente ressalta que provavelmente são as subvariantes BA.4 e BA.5, da ômicron, que têm um comportamento de alta transmissibilidade, tanto que todas as famílias devem ter algum conhecido que pegou recentemente a Covid", afirmou.

O médico lembrou que a terceira dose da vacina contra a Covid-19 é recomendada para todas as pessoas cima de 12 anos. Ele reforça que a terceira dose é essencial para se proteger da doença.

"Ainda estamos com um quantitativo grande de pessoas que não tomaram. Talvez isso seja o que mais preocupa. A vacina não impede infecção, mas impede com muita propriedade os casos graves, internamentos e óbitos. Duas doses não são suficientes para isso. Já observamos um aumento de casos e de pacientes internados", afirmou.

SÃO JOÃO

Eduardo Jorge Fonseca alertou também para as aglomerações que ocorrem nas festas de São João. O conselheiro do Cremepe aconselhou que as pessoas evitem aglomerações e usem máscara em ambientes fechados.

"Estou muito preocupado com a falta da terceira ou quarta dose e o aumento da transmissibilidade que as variantes têm, isso associado às aglomerações que vão ocorrer no São João, nas grandes festas, onde as pessoas bebem e conversam sem máscara. Vamos ter nas próximas semanas um aumento de internamento de casos de Covid", disse.

 

Comentários

Mais Lidas