Violência contra mulher

Massagista é suspeito de abusar sexualmente mais de dez clientes mulheres durante sessões

No total, já são cinco mulheres que procuram a polícia para formalizar as denúncias contra o mesmo massagista. Porém, o número de mulheres abusadas passa de dez.

Catêrine Costa
Catêrine Costa
Publicado em 23/06/2022 às 14:30 | Atualizado em 23/06/2022 às 14:30
Notícia
Reprodução/SBT
De acordo com a Polícia, três mulheres relataram ser assediada pelo homem - FOTO: Reprodução/SBT
Leitura:

Um massagista foi indiciado por violar sexualmente mulheres em Belo Horizonte, Minhas Gerais, durante as sessões.

O suspeito já cumpriu dois anos em regime aberto pelo mesmo crime no ano de 2019.

No total, já são cinco mulheres que procuram a polícia para formalizar as denúncias contra o mesmo massagista. Porém, o número de mulheres abusadas passa de dez.

"Ao todo são mais de 10 vítimas. Nós temos diversas vítimas que não quiseram denunciar, mas cinco vítimas formalizaram as denuncias: são três indiciamentos, um inquérito em andamento e uma vítima que por problemas técnicos da delegacia não conseguiu concluir", falou a advogada das vítimas Thalita Arcanjo.

 

ABUSOS

Segundo uma das vítimas, o massagista oferecia os procedimentos estéticos para clientes em troca de divulgação nas redes sociais.

Ainda segundo ela, durante a sessão o abusador comentou sobre os seios dela e tentou deslizar a mão para dentro do biquíni da vítima.

"Eu fiquei muito constrangida, em choque na hora e pedi para ir ao banheiro. Foi quando eu comecei a visualizar a porta para ver se tinha como eu sair", relatou uma das vítimas. 

PRISÃO ANTERIOR

Em 2019, o massagista foi denunciado pelo mesmo crime. As práticas ocorreram no ano de 2016, e ele cumpriu os dois anos de pena em regime aberto. O acusado aguarda o andamento do atual processo em liberdade.

*Com informações do SBT

 

Comentários

Mais Lidas