RMR

Dono de parque aquático morto em casa é sepultado

TV Jornal

-Foto: Leo Motta/JC Imagem

O empresário Mário Cavalcanti Gouveia Junior, de 79 anos, morto na madrugada desta terça-feira (23), dentro de casa na Estrada de Aldeia, na Região Metropolitana do Recife (RMR), foi sepultado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, também na RMR. O corpo do empresário foi liberado do Instituto de Medicina Legal (IML), na área central do Recife, na tarde desta terça-feira (23).

Através das redes sociais, o Parque Águas Finas comunicou o luto e informou que o local permanecerá fechado pelos próximos três dias. "Nós que fazemos o Parque Águas Finas lamentamos profundamente o falecimento do nosso fundador. Continuaremos o legado do Sr. Mario, que era dar diversão às pessoas e proporcionar um parque único a todos", diz a nota.

O crime

Cerca de 15 homens armados e encapuzados usaram duas caminhonetes para invadir o local onde a vítima morava, no quilômetro 17 da Estrada de Aldeia, no município de Paudalho, por volta das 2h30. Na mesma área, fica o Parque Aquático Águas Finas. Segundo testemunhas, houve intensa troca de tiros entre empresário e bandidos.

>> Carro que pode ter sido usado na morte de dono de parque é encontrado 

-Reprodução/TV Jornal

As primeiras investigações indicam Mário Cavalcanti tinha em casa uma coleção de armas, que pode ter sido alvo dos criminosos. Ele também tinha no local o dinheiro arrecadado com a venda de ingressos do parque.

Os assaltantes teriam fugido levando armas e um baú. Além da vítima, no momento do crime, estava na casa a esposa dele, dois funcionários e também o piloto do empresário, Rodrigo Nogueira. Ele morava no local para levar Mário Gouveia, todos os dias, até o escritório dele, no Recife. Mesmo ferido na perna, foi Rodrigo quem socorreu o empresário, de helicóptero, até um hospital particular da capital, mas a vítima não resistiu aos ferimentos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.