RODOVIA FEDERAL

PF investiga que pelo menos R$ 2 milhões foram desviados nas obras da BR-101

De acordo com a Polícia Federal, o contrato firmado supera R$ 190 milhões

PF investiga que pelo menos R$ 2 milhões foram desviados nas obras da BR-101

A operação mira suspeitos de desvios de recursos das obras de requalificação da BR-101 - Foto: Bruno Campos/JC Imagem

Com informações de Marcela Maranhão

A Polícia Federal deflagou nesta quarta-feira (13), através da Operação Outline, 10 mandados de busca e apreensão em nove endereços no Recife. De acordo com a PF, a estimativa é que pelo menos R$ 2 milhões tenham sido desviados nas obras de requalificação da BR-101, onde o contrato firmado supera os R$ 190 milhões.

>>>Operação que investiga desvio de verba na BR-101 mira gestores do DER e do Dnit<<<

Relembre histórico de problemas nas obras da BR-101 no Grande Recife

 

Investigação

De acordo com o delegado, as suspeitas foram identificadas em relatórios do Tribunal de Contas de Pernambuco e do Tribunal de Contas da União.A investigação aponta que parte dos recursos repassados pelo Departamento de Estradas e Rodagem foi usada para pagamentos de propinas à servidores públicos.

Nota do Der

Por meio de nota, o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Pernambuco (DER) informou ao Jornal do Commercio que "desde o primeiro momento, a diretoria do órgão disponibilizou o acesso e a documentação solicitada pela Polícia Federal, que cumpriu mandatos de busca e apreensão de documentos relativos a prestação de contas de obras na BR 101."

Ainda segundo o órgão "as obras da BR - 101 são realizadas em Regime de Contratação Diferenciada, resultante de um termo de compromisso firmado entre o Governo Federal, através do DNIT, e o Governo de Pernambuco, através do DER, em 2017, com percentuais de participação financeira de 20% para o Estado de Pernambuco e 80% do Governo Federal."

O DER também informou, em nota, que a obra conta com uma fiscalização própria, supervisionada por uma empresa contratada, além de uma gerenciadora de obras e outra ambiental. O órgão também disse que o Tribunal de Contas do Estado acompanha a fiscalização dos serviços e que está à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.