Investigação

Polícia investiga caso de adolescente intoxicada por doces: sexo ou sequestro


''A motivação pode ter sido por fins sexuais e a outra para rapto ou sequestro'', informou o delegado

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 13/11/2019 às 19:55
Reprodução/ Google Street View
FOTO: Reprodução/ Google Street View
Leitura:

A Polícia Civil investiga duas hipóteses do caso da adolescente de 13 anos, que foi internada após comer doces que teriam sido dados por um idoso, na frente de escola onde ela estuda. De acordo com o delegado Alaumo Gomes, o desconhecido poderia querer fazer sexo com a vítima ou sequestrá-la. A polícia deve chamar a menina para prestar depoimento ainda nesta semana e fazer um exame toxicológico no IML. A delegacia de Igarassu investiga o caso.

''A motivação pode ter sido por fins sexuais e a outra para rapto ou sequestro'', disse.

Relembre o caso

A mãe da menina, que não quis se identificar, afirmou que a filha de 13 anos disse que estava entrando na unidade, quando voltou para comprar o lanche que tinha esquecido. Ela ouviu alguém chamando e que ofereceu um pacote cheio de doces. O caso aconteceu em uma escola em Cruz de Rebouças, no município de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife.

Ainda segundo a mãe da vítima,o homem não é conhecido na região, mas que ele aparenta ter entre 60 e 70 anos.