SOLIDARIEDADE

Doações do Instituto JCPM e Fundação Pedro Paes Mendonça ajudam comunidades carentes no Nordeste

Atitudes e ações que precisam ser reforçadas em tempos mais difíceis por conta do novo coronavírus

Doações do Instituto JCPM e Fundação Pedro Paes Mendonça ajudam comunidades carentes no Nordeste

Vários projetos sociais em comunidades carentes receberam as doações durante a pandemia do novo coronavírus Cidadã: Está em Nossas Mãos - Foto: Day Santos/TV Jornal

O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) e a Fundação Pedro Paes Mendonça desenvolvem projetos sociais juntas há mais de 30 anos para comunidades carentes no Nordeste. As ações são nas áreas da saúde e da educação. Durante a pandemia do novo coronavírus, foram quase R$ 18 milhões investidos no apoio a quem perdeu a renda e no suporte a serviços essenciais no combate à covid 19.

Doações

Em Pernambuco, iniciativas como o projeto Atitude Cidadã, uma parceria entre o Instituto JCPM e a Rádio Jornal, mostrou a importância de unir os que podiam ajudar com aqueles que precisavam de ajuda. Durante um dia inteiro, os ouvintes puderam conhecer as instituições beneficiadas para fazer doações. 

As ações realizadas entre março e setembro distribuíram 33 mil máscaras, 37.988 mil cestas básicas para pessoas em situação de vulnerabilidade, além de tablets para estudantes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e disponibilização de internet para alunos do Instituto JCPM. Os idosos também receberam ajuda para obter com vacinas com mais facilidades, em parceria com várias prefeituras. 

Ajuda financeira

A ação chegou a 47 instituições e arrecadou R$ 250 mil. Para os Estados do Ceará, Bahia, Pernambuco e Sergipe, o grupo JCPM destinou mais de R$ 5 milhões para amenizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus. O apoio financeiro para as doações de cestas básicas foi de R$ 3.050.841,00.

Entre as doações, estão ainda R$ 200 mil para a retomada do hospital especializado em tratamento de covid-19, R$ 250 mil para a aquisição de testes, o mesmo valor para entidades que apoiam médicos da linha de frente do combate ao novo coronavírus e R$ 880 mil reais para a compra de 10 respiradores.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.