atividades

Coronavírus: Pernambuco autoriza retorno dos cinemas e eventos sociais, mas com restrições

O avanço no Plano de Convivência foi divulgado pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 23/09/2020 às 18:11
Pedro Menezes/Governo de Pernambuco
FOTO: Pedro Menezes/Governo de Pernambuco
Leitura:

Em coletiva de imprensa, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, anunciou a abertura dos cinemas, museus, exposições e outros eventos sociais (casamentos, batizados e festas), a partir da segunda-feira (28), nos municípios da Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata e parte do Agreste. De acordo com o secretário, a quantidade permitida nos locais será de 100 pessoas ou 30% da capacidade.

>>Governo de Pernambuco anuncia datas e como será o retorno das aulas presenciais

“Os primeiros dois meses foram de ajustes para o setor de alimentação. A maioria dos estabelecimentos se mostrou adaptável. Eles conseguiram retomar a rotina como um ambiente controlado e seguro para os clientes. Por isso, decidimos ampliar a carga de funcionamento do setor, já que há estabilização de queda dos casos de contágio”, avaliou Bruno Schwambach.

Ainda segundo o secretário, o avanço de Plano de Convivência acontece devido a estabilização dos casos do novo coronavírus em Pernambuco e ao comportamento de retomada da economia nas atividades não essenciais.

Serviços de alimentação

A partir desta quinta-feira (24), os serviços de alimentação (restaurantes, lanchonetes e cafeteria) podem funcionar duas horas a mais, das 6h até meia-noite. A decisão vale apenas para os municípios que avançam para a Etapa 9 do Plano de Convivência, ou seja, Região Metropolitana do Recife, Zona da Mata Sul e Norte, além da Gerência Regional de Saúde IV, que tem Caruaru como cidade polo. A capacidade de lotação também é ampliada para 70% e a distância obrigatória entre as mesas passa para 1 metro.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

+VÍDEOS