DRAMA

Jovem de 17 anos que foi baleada pelo ex-padrasto nos Aflitos revela que foi abusada por ele durante 8 anos

A identidade da vítima foi preservada, assim como sua imagem e voz. O fato aconteceu na última quarta-feira (11)

Jovem de 17 anos que foi baleada pelo ex-padrasto nos Aflitos revela que foi abusada por ele durante 8 anos

A jovem de 17 anos concedeu entrevista exclusiva para a TV Jornal. - Foto: Reprodução/TV Jornal

Um caso chocante e dramático. Uma jovem de 17 anos que foi baleada pelo ex-padrasto no bairro dos Aflitos, Zona Norte do Recife, concedeu entrevista exclusiva ao Por Aqui, da TV Jornal. O material foi exibido no programa desta segunda-feira (16). A identidade da vítima foi preservada, assim como sua imagem e voz. O caso aconteceu na última quarta-feira (11), quando o ex-marido da mãe da vítima invadiu o apartamento para onde a família havia se mudado, atirou pelo menos três vezes na ex-enteada, antes de disparar contra si e morrer. 

>>>Homem vai ao apartamento da ex-esposa, atira na enteada adolescente e depois contra a própria cabeça, nos Aflitos

"Eu passei por abuso durante oito anos. Desde 2011, 2010...até 2019, que foi quando eu consegui contar a minha mãe sobre isso. Era muito aterrorizante. Ele entrava no meu quarto de madrugada, ficava me olhando, se tocava. (...) Eu desenvolvi ansiedade e vários outros problemas. Quando contei para minha mãe foi quando tudo isso se desencadeou. Não dava mais para eles viverem uma vida a dois e nem eu ficar lá", contou a vítima. 

Entrevista completa

"Ele dizia que ia mostrar para minha mãe. Ameaçava de morte ou dizia que todo mundo faz (sexo) e era normal. Ele se arrependeu, desenvolveu depressão. Tem certas coisas que não acredito que era verdade. Ele passou por umas situações difíceis, dizia que ia se matar. Depois que a gente se mudou, eu também não queria mais falar com ele, nem o meu irmão. E foi assim que continuou até o dia em que tudo aconteceu", disse. 

Relação com o ex-padrasto

De acordo com a vítima, a relação era normal, porém, não muito próxima. "Era aquela coisa, estava ali na mesma casa. Chamava de pai por convivência. Tinha outros irmãos e era assim. Há dois anos, a gente não está mais morando com ele e ele ficou atrás da gente. Após o divórcio, no dia 5 de julho deste ano, ele tentou suicídio."

Como tudo aconteceu? 

De acordo com informações repassadas pela própria vítima durante a entrevista, o ex-padrasto estava mantendo contato por telefone com a família, afirmando que queria conversar pessoalmente com mãe e filha, mas não obteve sucesso. No dia 11 de agosto, ele conseguiu subir no prédio arrombou a porta da cozinha e entrou armado no local. "Minha mãe correu e se escondeu, se trancou no quarto. Meu irmão caçula se trancou no quarto e fechou a porta. Ficou eu e meu irmão mais novo com ele. Ele atirou para o teto e meu irmão foi para cima dele, iniciando uma luta corporal. Teve mais dois tiros e meu irmão conseguiu arrastar ele para fora do quarto. Foi quando ele atirou em mim.", contou a jovem. 

Ainda segundo ela, o homem teria olhado para ela antes de efetuar o disparo. "Ele atirou de propósito. Ele olhou para mim antes de atirar. Ele atirou como forma de fazer o meu irmão soltar ele e me socorrer. Na minha visão, como ele percebeu que não tinha mais jeito, ele apontou a arma para a própria cabeça e atirou". A vítima foi socorrida pela polícia e ficou internada dois dias e meio no Hospital da Restauração, no centro do Recife. 

Estado de saúde da vítima

A jovem ainda contou que o ex-padrasto fazia ameaças de morte e sentiu um alívio grande ao ver que tudo aquilo havia acabado. Apesar de toda a situação difícil, ela diz estar tranquila. "Claro que todo mundo fica abalado. Eu fui baleada. Mas para mim, foi libertador. Foi como tirar um peso grande das costas. Desde que a gente se mudou, ele ficou fazendo terror psicológico e mesmo com a medida restritiva, continuou do mesmo jeito. (...) Não penso muito na história. Minha mente está sempre limpa e está tudo bem. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.