DUPLO HOMICÍDIO

Irmãos são assassinados na frente da casa onde moravam em Gaibu, no Cabo de Santo Agostinho

Um deles morreu tentando defender o irmão. Os jovens tinham 17 e 21 anos

Irmãos são assassinados na frente da casa onde moravam em Gaibu, no Cabo de Santo Agostinho

Irmãos foram assasinados na frente de casa onde moravam, em Gaibu. - Foto: Reprodução/TV Jornal

Dois irmãos foram assassinados na frente da casa onde moravam com a família, em Gaibu, no Cabo de Santo Agostinho, Grande Recife. Os irmãos tinham 17 e 20 anos. O crime aconteceu na Avenida Águas Compridas. Familiares estiveram no Instituto de Medicina Legal - IML, no bairro de Santo Amaro, Recife, no início da tarde desta segunda-feira (25) para a liberação dos corpos das vítimas. 

>>>'Ela morreu nos meus braços', diz mãe de criança de um ano morta após cair em cisterna

>>>Policial Militar é morto com tiro na cabeça em Paudalho, na Zona da Mata Norte de Pernambuco

Na ocasião, o pai dos jovens conversou com a reportagem da TV Jornal. De acordo com informações repassadas por familiares, os garotos iam sair para um parque de diversões. O mais novo teria ido ao encontro do irmão mais velho para seguir o destino, mas quando chegou na frente de casa, viu o irmão ser assassinado. Três homens passaram a pé e estavam encapuzados. Os suspeitos fugiram após balear também o menino mais novo. 

"A gente tá acabado. Muito abalado. Se foram dois pedaços da gente. Pedaços imensos. Não desconfio de ninguém, não sei quem foi e também não quero saber. É entregar na mão de Deus, somente. O que eu queria era meus filhos de volta, mas não posso ter mais", declarou o pai, que não quis se identificar.

Robson, de 20 anos, morreu no local. Já o de 17 anos, Reinan, foi socorrido para um posto de saúde e transferido para o Hospital Metropolitano Sul Dom Helder Câmara, no Cabo, mas não resistiu. "A mãe está sem poder falar, sem forças para nada. Está acabada.", relatou o pai. As córneas do filho mais novo serão doadas.

Dor e sofrimento

Os irmãos trabalhavam em uma rede de internet com o pai. "O amor de pai sempre esteve presente no meu coração. Só Deus contempla o tamanho da dor que está dentro da gente. A gente era muito amigo, grudados, companheiros. Vou sentir falta de tudo. Todos os dois eram meu xodó. O primogênito era o Robson, minha vida. Reinan era um menino de ouro, diferenciado, limpo. Está nas mãos de Deus. Espero que a polícia faça a justiça.", finalizou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.