PRESíDIO

Armas são encontradas em revista em presídio do Complexo do Curado

Um detento foi morto e ao menos 10 ficaram feridos

Armas são encontradas em revista em presídio do Complexo do Curado

Complexo do Curado - Foto: Reprodução/TV Jornal

A Polícia identificou o preso que foi assassinado, nessa quinta-feira (30), durante um motim no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros (PJALLB), que integra o Complexo Prisional do Curado, na Zona Oeste do Recife. Durante revista na unidade prisional, foram localizadas quatros armas. A polícia está investigando como elas entraram no presídio do Complexo do Curado.

O detento que já chegou sem vida ao hospital foi identificado por Alécio Raimundo Barbosa. Durante toda manhã, policiais com cães farejadores realizaram um pente fino nas celas, que resultou na apreensão de quatro armas de fogo, além de armas brancas e celulares. Ainda não se sabe como essas armas entraram no presídio. De acordo com o Secretário, os envolvidos na confusão vão responder pelos crimes.

O detento Jefferson Jardel da Silva, de 24 anos, foi autuado por homicídio e tentativa de homicídio e foi para audiência de custódia. Dos detentos feridos, dois continuam internados no Hospital da Restauração. De acordo com assessoria, ambos passaram por cirurgia e estão estáveis, mas em previsão de alta.

O caso

O fato aconteceu no pavilhão ''N'' do Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros. De acordo com informações da Polícia, a confusão começou por volta das 7h30. Os detentos iniciaram uma briga entre eles, que acabou em troca de tiros. O Secretário Estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, esteve no local. Pelo menos 10 feridos ficaram feridos. Eles foram levados para o HR e Hospital Otávio de Freitas.

Superlotação

O PEJALLB tem capacidade para 900 presos, mas está com uma população de 2861 presos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.