GREVE

Metroviários aderem à greve geral do dia 14

Com a adesão, os profissionais paralisarão os trabalhos por 24h, começando a partir das 0h da própria sexta. Os rodoviários decidem nesta quarta-feira

Metroviários aderem à greve geral do dia 14

A decisão foi tomada em assembleia realizada nessa segunda-feira, na Estação Recife do Metrô - Foto: Divulgação/Sindmetro-PE

JC Online

Os metroviários de Pernambuco confirmaram que irão aderir à greve geral, marcada para a próxima sexta-feira (14). A decisão foi tomada em assembleia realizada nessa segunda-feira (10), na Estação Recife do Metrô. Com a adesão, os profissionais paralisarão os trabalhos por 24h, começando a partir das 0h da própria sexta. A pauta da greve geral é contra a reforma da previdência, proposta pelo atual Governo Federal.

A reportagem do Jornal do Commercio tentou entrar em contato com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos do Recife (CBTU), para saber se a paralisação será geral ou se haverá esquema especial em horários de pico. Até o momento da publicação da matéria, não obtivemos retorno.

A paralisação foi anunciada pelo Sindicato dos Metroviários de Pernambuco (Sindmetro-PE). O órgão informou que além da cidade do Recife, metroviários de Belo Horizonte e Maceió também aderiram à greve.

Rodoviários se pronunciam nesta quarta

Por meio de uma coletiva de imprensa geral, o Sindicato dos Rodoviários do Recife e Região Metropolitana (Sttrepe) informou que irá anunciar se adere ou não à paralisação geral. A coletiva será realizada na sede da Central Unica do trabalhadores (CUT), que fica localizada na Rua Manoel Pereira, no Bairro de Santa Amaro, no Centro do Recife.

Segundo o presidente do Sindicato, Benilson Custódio, a adesão à greve dependerá dos trabalhadores. "Vai ter uma negociação com os trabalhadores. Vamos ver se há vontade de participar", afirmou. Questionado se a adesão à paralisação poderia prejudicar a categoria, na atual proposta de aumento salarial, ele admitiu a possibilidade. Porém, voltou a afirmar que a decisão cabe aos colaboradores. "É, mas o trabalhador é quem vai decidir. A gente vai ter uma assembleia aqui, para decidir se vai aderir. Amanhã na coletiva será divulgado oficialmente" , concluiu Benilson. 

Além da presença dos sindicatos do rodoviários e metroviários, outras centrais sindicais estarão presente na coletiva, como a Força Sindical de Pernambuco, a própria CUT, CTB, CSP Conlutas, Intersindical, CGTB, Nova Central e UGT.

Protestos

A greve geral tem previsão de protestos em todo o País. Os manifestantes são contra a proposta da reforma da previdência, do Ministro Paulo Guedes, que está em sendo analisada em comissão especial no Congresso Nacional. Segundo os manifestantes, a reforma tirará direitos dos aposentados.

 Em Recife, os manifestantes se concentrarão na Rua do Sol, no Centro da Cidade, a partir das 14h. De acordo com a organização do protesto, o ato contará com a participação de várias categorias de "trabalhadoras e trabalhadores, organizações de mulheres, estudantis, negros, LGBT e populares".

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.