OLINDA

Canais transbordam e água invade casas em Olinda

Os moradores do entorno dos Canais Lava Tripas e dos Bultrins tiveram as casas invadidas pelas águas. No entorno do Canal do Fragoso, a água chegou na cintura

Canais transbordam e água invade casas em Olinda

Chuvas fizeram canal transbordar - Foto: Reprodução/TV Jornal

O Grande Recife foi atingido por fortes chuvas nas últimas horas que deixaram mortos e muitos estragos. Em Olinda, os canais Lava Tripas, em Aguazinha, e dos Bultrins transbordaram e a água invadiu as casas dos moradores da região. O nível da água do Canal do Fragoso subiu tanto que a água chega na cintura.

Aguazinha

Os moradores do entorno do Canal Lava Tripas, em Aguazina, precisaram deixas as casas às pressas quando o nível da água canal subiu por conta das chuvas e entrou nas residências. Entre eles, está um idoso de 101 anos. O lixo do Canal também se espalhou e tomou conta da Avenida Senador Nilo Coelho e das ruas do entorno.

Bultrins

O Canal do Bultrins também transbordou e as principais ruas do bairro ficaram submersas. Com a maré alta, a força da água estava forte e muitos condutores deram meia volta na Avenida Chico Science. A situação também ficou difícil na Avenida Carlos de Lima Cavalcante. 

Jardim Fragoso

O motociclista Douglas, que presta serviços à TV Jornal, gravou um vídeo nas proximidades do Canal do Fragoso, em Jardim Fragoso. A água chega na cintura e não é mais possível identificar o que é rua e o que é canal.

Jardim Atlântico fica alagado

No bairro de Jardim Atlântico, o nível do rio subiu tanto que invadiu a rua e as águas levaram muitas baronesas para dentro das casas. A ponte próxima da Rua Nilson Sabino Pinho ficou completamente submersa. Um campo de futebol da área também ficou embaixo d'água.

Chuvas no Grande Recife

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), a chuva será mantida durante todo o dia em praticamente todo Pernambuco, com exceção apenas de Fernando de Noronha onde, apesar do tempo nublado, não deve chover. Na Região Metropolitana do Recife (RMR) e na Mata Norte e Sul, a tendência de precipitação é de moderada a forte durante toda a quarta-feira (24). Segundo a Defesa Civil do Recife, apenas na cidade, o acumulado de chuvas foi de mais de 241 mm nos últimos cinco dias, o que equivale a 20 dias da média histórica do período.

Entre as 19h da terça-feira (23) e às 7h desta quarta (24), choveu 245,4 mm em Olinda, de acordo com a Defesa Civil do município. Com isso, Olinda registrou o equivalente a 20 dias de chuva no período. 12 pessoas morreram entre a madrugada e manhã desta quarta após deslizamentos de barreira e queda de árvores. Segundo o Corpo de Bombeiros, as mortes ocorreram em Águas Compridas e na Estrada do Passarinho, em Olinda; na Rua Córrego do Curió, no bairro de Dois Unidos, no Recife e no Córrego da Areia, em Caetés, em Abreu e Lima. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.