TRAGéDIA

''Dói demais'', afirma mãe de universitária morta na Av. Conde da Boa Vista

A formanda em Odontologia, Alessandra Tamyris Tristão, de 23 anos, foi atingida por um motoqueiro

''Dói demais'', afirma mãe de universitária morta na Av. Conde da Boa Vista

A estudante estava prestes a se formar e sonhava em trabalhar com crianças - Foto: Reprodução/TV Jornal

Na última sexta-feira (16), um trágico acidente aconteceu na Avenida Conde da Boa Vista, área central do Recife.  A graduanda de Odontologia Alessandra Tamyris Tristão, de 23 anos, foi atropelada em cima da calçada por um motoqueiro em alta velocidade. O suspeito, apesar de ter sido rendido por populares, não foi preso. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Delitos de Trânsito. O delegado Paulo Jean informou que, até o momento o suspeito, não foi localizado.

 

O sonho de se formar

A mãe da moça, Sandra Tristão, mostra nas mãos a bata e a toca que a filha usava para trabalhar, muito abalada, ela conta que no dia 28 de setembro a menina estaria colando grau e que tinha ido comprar o vestido de formatura. Segundo ela, as duas não tinham se afastado um metro da porta da loja, quando viu a filha saindo do chão ao lado dela na calçada.

Ela disse que sentiu um vento muito  forte, e depois viu a filha no chão. A funcionária da Loja de vestidos que atendeu Alessandra poucos minutos antes do atropelamento, ficou chocada, a avó da jovem que morreu, diz que a família espera por justiça.

Sepultamento

 O sepultamento de Alessandra Tamyris aconteceu no sábado(17), às 16:00 hrs  no cemitério morada paz, Em Paulista. Em clima de muita tristeza pela perda, familiares e muitos amigos deram o último adeus a jovem.

 Na próxima sexta-feira (23), os familiares estão se organizando para realizar um ato no local do acidente e pedir justiça já que o motociclista que teria atropelado a moça, ainda não foi preso.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.