RIO CAPIBARIBE

Gincana entre pescadores recolhe materiais de lixo do Rio Capibaribe

Ao todo, eles retiraram seis toneladas de lixo

Gincana entre pescadores recolhe materiais de lixo do Rio Capibaribe

O vencedor da gincana e quantos kilos foram recolhidos de lixos não foram divulgados. - Foto: Reprodução/TV Jornal

Com o objetivo de preservar a natureza, foi realizada, no último fim de semana do mês de agosto, uma gincana para 100 pescadores pela ONG Capibar - Recapibaribe, para remoção do lixo no Rio Capibaribe. De acordo com os pescadores, foram recolhidas seis toneladas de materiais descartados de forma irregular. A gincana também foi acompanhada por alunos de uma escola municipal da cidade e também por professores da Universidade Federal Rural de Pernambuco.

"O principal objetivo desse trabalho é chamar a atenção para a cidade do Recife, ou pro estado de Pernambuco, a importância do Rio Capibaribe. O que nós devemos fazer é devolver a vida, que ele sempre teve mão dessa forma que ele se encontra. E o Rio Capibaribe não é um lugar de esgoto e sim de muito peixe", falou a organizadora da gincana, Socorro Cantanhenda.

Recolhimento

Na ação social de limpeza do rio, que terminou na Avenida Beira Rio, próximo ao Estádio da Ilha do Retiro, o lixo foi recolhido até um carro pelos pescadores. A gincana é organizada há 12 anos e já chegou a ser recolhidos cerca de 29 toneladas de lixo no local. 

"A gente como pescador fazemos a parte da gente, tentando limpar um pouco do que a gente consegue fazer. Agora é só esperar e ver o que acontece", disse o pescador, Renato Tavares.

"Muito triste ver como nosso Capibaribe, que é cantando em versos e poesias está hoje. Enquanto não envolver poder público e a sociedade civil, todos juntos, porque vemos muitas ações da prefeitura retirando lixo e os lixos retornam. Então falta conscientização e educação ambiental e sobretudo educação nesse país", relatou a engenheira de pesca, Maria do Carmo. 

O vencedor da gincana e quantos quilos foram recolhidos de lixos não foram repassados.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.