MORTE

"É uma dor sem limites", diz mãe de vítima de feminicídio na Madalena

O ex-marido ainda continua foragido da polícia

O caso está sendo investigado pelo DHPP - Foto: Reprodução/TV Jornal

Revoltados e abalados com a morte da filha, a fotógrafa Leandra Jennifer da Silva, de 21 anos, morta no último domingo (9), após ser baleada pelo próprio marido no bairro da Madalena, Zona Oeste do Recife, os pais da vítima relataram que desconhecem a dor que estão sentindo diante do crime. Segundo eles, o relacionamento entre o casal nunca teve aprovação de ambos. 

"É uma dor sem limites. Tem limites para almoço, para janta, tem limite para tudo, mas aí não, é uma dor sem limites", relatou a mãe.

 

 

Mensagem para o pai de Leandra

Na manhã desta segunda-feira (10), o empresário Rafael Cordeiro Lopes, de 32 anos, principal suspeito do crime, enviou durante o velório da vítima uma mensagem para o celular do sogro. No texto, ele disse "estar arrependido do que fez". Ele falou também que não espera ser perdoado e, ao final, pediu que a avó cuidasse do neto, um bebê de 1 ano e meio, filho do casal.

 

>>Suspeito de matar companheira manda mensagem para sogro em velório

>>Mulher é assassinada a tiros na Madalena e companheiro é principal suspeito

 

Foragido

O ex-companheiro da vítima continua foragido, mas o caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Relembre o crime

O crime aconteceu na manhã do último domingo (9), no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife. A fotógrafa identificada por Leandra Jennifer de 21 anos, foi assassinada com tiros de revólver calibre 38 e o principal suspeito do crime é o companheiro dela, que após o crime fugiu e está sendo procurado pela polícia.

O casal estava junto há cerca de quatro anos e tem um filho, de 1 ano de idade. A vítima também deixou um filho de 6 anos, de um casamento anterior. Segundo a mãe da vítima, os dois estavam em um bloco de carnaval juntos, nesse sábado (8), e o crime aconteceu depois que chegaram em casa. Uma discussão teria se iniciado e o homem saiu. E ao voltar discutiram novamente, até que ele atirou.

#UmaPorUma

A violência contra a mulher é constante e frequentemente acaba em tragédia. Existe uma história para contar por trás de cada feminicídio, em Pernambuco. O especial Uma por uma contou todas. Em 2018, o projeto mapeou  onde as mataram, as motivações do crime, acompanharam a investigação e cobraram a punição dos culpados. Um banco de dados virtual, com os perfis de vítimas e agressores, além dos trágicos relatos que extrapolam a fotografia da cena do crime. Confira o especial Uma por Uma, sobre feminicídio.

Notícias policiais da TV Jornal

Quer ficar acompanhando as notícias policiais da TV Jornal? Você pode ter acesso rápido a todas elas no nosso grupo, no Facebook. Acesse aqui o grupo Notícias Policiais TV Jornal.

>>Adolescente é morta a tiros durante festa na cidade de Cupira

>>Mulher tenta matar amigo enquanto bebiam na Madalena

>>Suspeito de feminicídio contra a esposa em Olinda é preso em flagrante

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.