DENúNCIA

Coronavírus: acompanhantes de pacientes denunciam falta de isolamento social no Hospital Agamenon Magalhães

Familiares reclamam que as pessoas com suspeitas de coronavírus ficam no mesmo ambiente que os demais internados

Coronavírus: acompanhantes de pacientes denunciam falta de isolamento social no Hospital Agamenon Magalhães

A denúncia foi enviada para a produção da TV Jornal - Foto: Fabio Costa/TV Jornal

Familiares de pacientes internados no Hospital Agamenon Magalhães, que fica localizado no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, denunciaram a unidade de saúde por falta de isolamento social De acordo com a denúncia, as pessoas suspeitas do novo coronavírus dividem o espaço com os demais internados. Os parentes também denunciaram as condições péssimas de limpeza no local e afirmam que é difícil ter notícia dos pacientes 

Em um vídeo enviado para a produção, é possível observar que uma aposentada aparece revoltada pelo descaso no hospital. Em conversa com a equipe da TV Jornal, Tânia Maria relatou o drama da mãe dela, que chegou com problemas cardíacos e agora apresenta suspeita de covid-19. Segundo ela, tudo o que mais queria era poder ter notícias e poder estar perto da mãe, que de acordo com ela, não está sendo bem cuidada.

Falta de teste

A equipe da TV Jornal também conversou com outros acompanhantes de pacientes que também estão aflitos e reclamam da falta de testes para detectar o coronavírus. Veja no vídeo abaixo:

Nota do hospital

Em nota, a direção do Hospital esclarece que duas áreas da unidade foram destinadas para funcionarem como isolamento respiratório, acolhendo apenas pacientes confirmados ou com suspeita da covid-19. Também foi instalado linhas telefônicas destinadas exclusivamente para que o médico responsável pela evolução dos pacientes no plantão do dia repasse, por ligação telefônica as principais informações sobre o paciente para os familiares. Os resultados dos testes têm saído de 48 a 72 horas após a coleta. E sobre as denúncias de falta de limpeza, a empresa terceirizada têm feito vistorias no inicio de cada plantão.

>>Covid-19: enfermeira fala da dificuldade de lidar com pacientes na UTI

>>Coronavírus: Paulista oferta 93 vagas para Hospital de Campanha

Coronavírus em PE

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulgou um novo balanço do número de casos de coronavírus em Pernambuco, nesta quinta-feira (16).

Foram confirmados 199 novos casos da Covid-19. Assim, o Estado totaliza 1.683 casos da doença. Também foram confirmados laboratorialmente 17 novos óbitos. Com isso, o Estado totaliza 160 mortes pela Covid-19.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.