MEDICAMENTO

Cloroquina só vai ser disponibilizada com receita médica, diz secretária do Governo Federal

Medicamento ainda não apresentou estudos recentes como justificativa para adoção do remédio

Cloroquina só vai ser disponibilizada com receita médica, diz secretária do Governo Federal

O uso da cloroquina foi liberado para combater o novo coronavírus pelo Ministério da Saúde - Foto: Reprodução/Agência Brasil

A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro, falou nessa quarta-feira (21), em coletiva de imprensa, que o uso da cloroquina, utilizada pelos pacientes infectados pelo novo coronavírus, mesmo em casos leves, só vai ser disponibilizado para quem tiver receituário médico. O medicamento, que foi liberado para combater o novo coronavírus, ainda não apresentou estudos recentes como justificativa para adoção do remédio, de acordo com o Ministério da Saúde.

Estudos

Entidades médicas se manifestaram sobre o assunto, baseadas em estudos científicos internacionais. A Associação de Medicina Intensiva Brasileira, a Sociedade Brasileira de Infectologia e a Sociedade Brasileira de Pneumologia publicaram um documento com diretrizes para o uso de medicamentos em pacientes com a covid-19.

Segundo o pneumologista Frederico Ramos, as entidades sugerem que os médicos não utilizem a cloroquina no tratamento da doença.

Avaliação

Em Pernambuco, o secretário estadual de Saúde, André Longo, se posicionou sobre o assunto. "Muito me preocupa a utilização dessa medicação de forma indiscriminada, sem que aja uma avaliação mínima do ponto de vista cardiológico, pois sabe-se que em alguns casos, em especial em alguns pacientes que têm alteração no eletrocardiograma poderá haver um maior risco de morte súbita", afirmou o secretário.

O Conselho Regional de Medicina e o Ministério Público foram acionados para apurar uma denúncia sobre o uso inadequado do medicamento.

Coronavírus em Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) atualizou os números de coronavírus em Pernambuco. Até esta quinta-feira (21), 23.911 pessoas foram infectadas pela covid-19, sendo 11.413 graves e 12.498 leves. Além disso, o Estado totaliza 1.925 mortes.

>>Coronavírus: Sindicato denuncia que enfermeiros recebem máscaras inadequadas para trabalhar no Recife

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.