OPERAÇÃO APNEIA

Polícia Federal investiga se respiradores comprados pela Prefeitura do Recife possuem registro para uso humano

O pedido dos certificados foi feito pela Polícia Federal à Anvisa

Polícia Federal investiga se respiradores comprados pela Prefeitura do Recife possuem registro para uso humano

Prefeitura do Recife é alvo de investigações sobre compra de equipamentos para combater o novo coronavírus - Foto: Assessoria de Impresa/Polícia Federal

Após o mandato de busca e apreensão para investigar irregularidades na compra de 500 respiradores pulmonares por parte da Prefeitura do Recife, somando pouco mais de R$ 11 milhões e usados para o tratamento de pacientes do novo coronavírus, a Polícia Federal solicitou informações à Anvisa, nesta terça-feira (02), sobre a certificação dos equipamentos. 

Em entrevista ao Por Dentro com Cardinot, o chefe de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro, falou sobre as respostas que foram pedidas para ajudar na investigação feita pela Operação Apneia. ‘’Foi solicitado à Anvisa informações se tais empresas possuem  certificação, homologação ou autorização para o fornecimento de ventiladores pulmonares de uso adulto ou pediátrico e esclareça que os equipamentos possuem registro de autorização para uso humano’’, explicou.

>>>Ordem cronológica da operação da Polícia Federal que investiga irregularidades na compra dos respiradores pela Prefeitura do Recife<<<

Anvisa responde

A Anvisa informou que não tinha dado autorização para que o respirador da microempresa (que a Prefeitura do Recife comprou os respiradores) fosse usado porque o equipamento não obedecia várias normas exigidas, incluindo a apresentação do relatório de avaliação clínica em seres humanos.

Operação Apneia

Na última quinta-feira (28), a Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão para investigar supostas irregularidades em contratos celebrados para aquisição de 500 respiradores pulmonares, por meio de dispensas de licitação, pela Secretaria de Saúde do Recife.

Prefeitura do Recife se pronuncia

"A Prefeitura do Recife informa que na manhã desta quinta-feira (28) foi realizada busca e apreensão na Secretaria de Saúde do Município, onde agentes da Polícia Federal fizeram a apreensão de um telefone celular. Segundo a nota da Polícia Federal, a investigação diz respeito a uma compra de respiradores de uma empresa de São Paulo. Cada respirador foi comprado a R$ 21,5 mil. A referida compra foi cancelada pela Secretaria de Saúde e o único valor pago, de R$ 1,075 milhão, já foi devolvido pela empresa à Prefeitura no último dia 22. Portanto, não há possibilidade de haver qualquer prejuízo à Prefeitura do Recife. Todos os procedimentos da Secretaria de Saúde estão sendo realizados dentro da legalidade e todos os processos de aquisição da pandemia estão sendo enviados, desde abril, por iniciativa da própria Prefeitura, ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE). A Secretaria de Saúde e todos os órgãos da Prefeitura continuam à disposição dos órgãos de controle para prestar qualquer esclarecimento."

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.