INVESTIGAçãO

Operação da Polícia Civil que investiga suposta fraude em licitações no valor de R$ 12 milhões apreende documentos e computadores

A delegada Viviane Santa Cruz esclareceu como está o andamento das investigações

Operação da Polícia Civil que investiga suposta fraude em licitações no valor de R$ 12 milhões apreende documentos e computadores

Polícia Civil investiga supostas fraudes que podem atingir R$ 12 milhões - Foto: Tânia Rego/Arquivo/ABr

A 'Operação Inópia' da Polícia Civil apura possíveis fraudes em licitações para compra e distribuição de cestas básicas em vários municípios de Pernambuco. Os contratos somam R$ 12 milhões entre o Governo do Estado e uma empresa de comercialização de alimentos. A delegada Viviane Santa Cruz, responsável por investigar o caso, informou, nesta sexta-feira (05), que foram apreendidos documentos e computadores dos suspeitos.

Estão sendo cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara de Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária. A polícia ainda não informou quem são os alvos na operação, deflagrada no dia 03 de junho.

Operação Apneia 

Na última semana de maio, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão na Prefeitura do Recife. A ‘Operação Apneia’ investiga supostas irregularidades em contratos para aquisição de 500 respiradores pulmonares, por meio de dispensas de licitação, pela Secretaria de Saúde do Recife. O material seria usado no tratamento de pacientes infectados com o novo coronavís. 

Na ocasião, a prefeitura informou que a compra foi cancelada pela Secretaria de Saúde e o único valor pago, de R$ 1,075 milhão, foi devolvido pela empresa no dia 22 de maio. A Polícia Federal também apura se os respiradores foram repassados para prefeituras do Interior de Pernambuco. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.