INVESTIGAçãO

Ministério Público Federal investiga empresa que fornece equipamentos hospitalares ao Recife

De acordo com o MPF, o que chamou a atenção foi o valor do contrato de R$ 81,1 milhões e a empresa ter apenas um funcionário

Ministério Público Federal investiga empresa que fornece equipamentos hospitalares ao Recife

Chamou a atenção do MInistério Público Federal o fato da empresa ter assinado 14 contratos com a Prefeitura e ter apenas um funcionário - Foto: Divulgação/Prefeitura do Recife

O Ministério Público Federal (MPF) de Pernambuco está investigando a contratação pela prefeitura do Recife, de uma empresa que fornece equipamentos hospitalares. De acordo com o MPF, o que chamou a atenção foi o valor do contrato de R$ 81,1 milhões e a empresa ter apenas um funcionário. O inquérito foi iniciado depois que a Controladoria-Geral da União enviou um ofício aos procuradores.

Na documentação apresentada ao MPF consta que a FBS Saúde Brasil não tem veículos e que o seu capital social é de apenas R$ 100 mil. Essas informações levantaram "indícios" de que a empresa não apresente capacidade operacional para atender aos contratos firmados.

>>Polícia Federal investiga se respiradores comprados pela Prefeitura do Recife possuem registro para uso humano

14 contratos estão sendo investigados

Ainda segundo o MPF, estão sendo investigados 14 contratos por dispensa de licitação com a FBS. Também faz parte da apuração uma denúncia contra a empresa enviada ao MPF, pela deputada estadual Priscila Krause (DEM). Ela faz parte do grupo de oposição ao prefeito Geraldo Júlio (PSB).

Nota da Prefeitura do Recife

Em nota, a PCR informou que não foi notificada pelo Ministério Público Federal sobre a investigação e esclarece que a compra dos equipamentos à empresa foi no valor de R$ 16 milhões e não de R$ 81,1 milhões. Por último, a nota diz ainda que material contratado já foi entregue à prefeitura dentro do prazo estipulado na negociação.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.